sicnot

Perfil

Mundo

Avião despenha-se na Venezuela com uma tonelada de cocaína a bordo

Um pequeno avião, que transportava perto de uma tonelada de cocaína, despenhou-no estado de Cojedes, no centro da Venezuela, e os três ocupantes morreram no impacto, anunciou hoje fonte judicial venezuelana. 

(Arquivo)

(Arquivo)

© Handout . / Reuters

Depois do acidente, ocorrido na quinta-feira de manhã, na zona de Girardot, a 250 quilómetros de Caracas, a polícia, alertada pelos residentes locais que testemunharam o desastre, verificou que o aparelho transportava "999,06 quilogramas de cocaína", explicou o Ministério Público em comunicado. 

A droga estava dividida em 863 pacotes, cuja origem ainda não foi determinada. Os três ocupantes do avião, todos mortos, não foram identificados, de acordo com as autoridades. 

A Venezuela é considerada pelas Nações UNidas como um país de trânsito para os traficantes de estupefacientes, nomeadamente da vizinha Colômbia. Em 2013, a Guarda Bolivariana venezuelana apreendeu 39 toneladas de vários tipos de droga. 


Lusa
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.