sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 400 famílias palestinianas retiradas de campo de refugiados na Síria

Perto de 400 famílias foram retiradas do campo de refugiados palestinianos de Yarmouk, no sul de Damasco, depois do avanço dos jiadistas do grupo estado Islâmico, segundo um responsável da Organização de Libertação da Palestina (OLP).

EPA

"Face ao avanço do estado islâmico, 400 famílias, cerca de 2.000, foram retiradas na sexta-feira e sábado do campo, a partir de duas estradas seguradas, para abrigos na zona limítrofe de Zahira controlados pelo exército sírio", informou Anouar Abdel Hadi à agência noticiosa France Presse.

A mesma fonte indicou que 25 feridos foram transportados para os hospitais de Damasco e Mazzé.

"Podemos retirar todas as pessoas que consigam chegar à cidade de Yarmouk", acrescentou Abdel Hadi.

O autodenominado estado islâmico lançou na quarta-feira uma ofensiva contra o campo de refugiados, a partir de Hajar Aswad, com a colaboração do jiadistas Front al-Nosra, o braço sírio da Al-Qaeda, segundo informações do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

O grupo estado islâmico controla as zonas centro, o sul e oeste do campo, enquanto as forças palestinianas Aknaf Beit al-Maqdess, próximas dos islamitas Hamas, estão a norte e a leste do local, acrescentou o responsável da OLP.

Por seu lado, a OSDH confirmou que "centenas de pessoas" foram retiradas do campo.

Com 18 mil habitantes, o campo de refugiados palestinianos de Yarmouk localiza-se a cerca de sete quilómetros do centro da capital da Síria, e ali morreram, pelo menos, 26 pessoas desde quarta-feira, contabilizou o OSDH.

Entre as vítimas mortais estão civis, membros do grupo estado islâmico e combatentes palestinianos.

A OSDH acrescentou que a aviação síria largou 13 explosivos sobre o campo na noite de sábado para domingo e que os combates continuam.

Entretanto, uma delegação do Governo de Damasco e representantes de vários grupos da oposição síria vão manter conversações em Moscovo entre segunda e quinta-feira para procurar uma solução política para os conflitos no país.

O Ministério dos Assuntos Exteriores russo convidou dezenas de organizações sírias para a segunda ronda de consultas em Moscovo, depois de uma primeira ter decorrido em janeiro, mas alguns do principais movimentos recusaram deslocar-se.

Desde há quatro anos que a Síria enfrenta uma guerra, que já provocou cerca de 220 mil mortos e mais de quatro milhões de refugiados.





Lusa
  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.