sicnot

Perfil

Mundo

Homem mata 10 pessoas após noivado rompido no Paquistão

Um homem matou a sua antiga noiva e nove dos seus familiares no Paquistão, seis meses depois de ter matado os seus próprios pais e dois irmãos por terem recusado pagar o seu dote, informou a polícia local.

O ataque aconteceu em Charsadda, na província de Pakhtunkhwa

O ataque aconteceu em Charsadda, na província de Pakhtunkhwa

© Fayaz Aziz / Reuters

O suspeito, de 25 anos, que a polícia identificou como Mir Ahmad Shah, estava em fuga depois do ataque perpetrado antes do amanhecer com uma arma AK-47, no distrito de Charsadda, na província de Pakhtunkhwa.

"Ele invadiu a casa e matou dez membros da mesma família enquanto estavam a dormir", relatou o chefe da polícia Shafiullah Khan à agência France Presse, especificando que duas crianças e quatro mulheres estão entre as vítimas mortais.

A polícia tinha lançado uma busca para encontrar o homem, procurando em três esconderijos e aumentando a segurança nas regiões vizinhas.

Os casamentos no Paquistão são habitualmente combinados, com as famílias das noivas normalmente a pedirem um dote como forma de compensação se o casamento terminar em divórcio.

Ao contrário de outras sociedades, o dote no Islão é pago pelo noivo ou pela sua família à noiva na altura do casamento em dinheiro ou em presentes.


Lusa