sicnot

Perfil

Mundo

Maior acelerador de partículas volta a funcionar

O Acelerador de Partículas do Centro Europeu de Pesquisa Nuclear foi esta manhã reactivado. Depois de dois anos em manutenção o equipamento reiniciou a sua atividade com uma energia superior à que estava a utilizar.

Reuters

O Grande Colisor de Hádrons (LHC) está enterrado a 100 metros de profundidade num local junto da fronteira franco-suíça e na sua primeira fase de funcionamento permitiu confirmar a existência do bosão de Higgs, uma partícula que pode explicar a razão de as outras adquirirem massa.

"O LHC está em grande forma", disse Frédérick Bordry, um dos diretores do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN, em inglês).

Segundo o comunicado do CERN, este domingo de manhã um feixe de protões percorreu os 27 quilómetros de diâmetro do LHC, num sentido, e depois das 12:00 foi provocado o percurso em sentido inverso.

"O passo mais importante está à nossa frente, ao conseguirmos trazer a energia dos feixes para níveis recordes", notou Frédérick Bordry no comunicado do laboratório, citado pela agência France Presse.

A paragem de dois anos aconteceu para que o acelerador fosse reparado e consolidado para funcionar com um nível de energia mais elevado.


Com Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Costa confiante no crescimento da economia e das exportações
    1:09

    Economia

    O primeiro-ministro manifestou confiança no crescimento da economia e das exportações. À margem da cerimónia dos 25 anos da Auto Europa em Portugal, António Costa deu vários exemplos de investimento estrangeiro, feito nas últimas semanas no país, e disse que os dados económicos recentes são positivos.

  • Turista italiano assassinado em favela do Rio de Janeiro
    1:01

    Mundo

    Um turista italiano de 52 anos foi assassinado numa favela do Rio de Janeiro, no Brasil, enquanto viajava com um amigo. Após várias horas com o gangue autor do crime, o amigo que se encontrava com a vítima acabou por ser libertado.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47