sicnot

Perfil

Mundo

Multiplicam-se as operações de retirada devido à onda de violência e insegurança no Iémen

Multiplicam-se as operações de retirada do Iémen devido à onda de violência e insegurança no país. A última foi levada a cabo por um navio da marinha francesa, que retirou 44 pessoas de várias nacionalidades.

© Mohamed Al-Sayaghi / Reuters

Também a Argélia retirou ontem 160 pessoas, devido aos bombardeamentos da coligação liderada pela Arábia Saudita. No Conselho de Segurança da ONU, a Rússia pediu um cessar-fogo para facilitar a distribuição de ajuda humanitária.

Em duas semanas de confrontos, terão morrido mais de 500 civis e 1700 terão ficado feridos.

Entretanto, continua a ofensiva contra os xiitas Houthis, que conquistaram a capital Sana em fevereiro e obrigaram o presidente deposto a fugir para território saudita.

  • Nunca mais
    9:16