sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades italianas resgataram cerca de 1.500 imigrantes ilegais em menos de 24 horas

A marinha e a guarda costeira italiana resgataram cerca de 1.500 imigrantes clandestinos, em menos de 24 horas. Seguiam em cinco barcos, que foram resgatados no sul do Mediterrâneo, em operações distintas.

Pelo menos três embarcações estiveram em dificuldades e lançaram pedidos de ajuda através de telefones de satélite, ao largo da costa da Líbia.
Os imigrantes clandestinos foram transferidos para barcos italianos e encaminhados para a ilha de Lampedusa, ao largo da Sicília.

Só no ano passado, chegaram a Itália, de forma ilegal, cerca de 170 mil imigrantes clandestinos que arriscaram a vida numa perigosa viagem de barco, na maior parte dos casos organizada por grupos criminosos ligados ao tráfico humano. Mais de três mil pessoas acabaram por morrer.
  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • O mapa das vítimas dos incêndios
    1:19

    País

    Aumentou para 37 o número de mortes na sequência dos fogos que assolaram a zona Centro do país desde o fim de semana. Feridos são pelo menos 71. Atualizamos aqui o mapa, segundo o último balanço da Proteção Civil.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • "Temos que cuidar dos feridos, temos que recuperar os territórios"
    1:02

    País

    O primeiro-ministro disse hoje que, depois das chamas apagadas, agora é o tempo de passar das palavras aos atos, de decidir e executar. Após uma visita a feridos dos incêndios, em Coimbra, António Costa confirmou que o Conselho de Ministros do próximo sábado vai transformar em medidas as recomendações feitas pela comissão técnica independente.

  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06