sicnot

Perfil

Mundo

Cientistas de Singapura descobrem nova forma de tratamento para demência

Cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang (NTU) de Singapura anunciaram hoje ter descoberto uma nova forma de tratar a demência que consiste no envio de impulsos elétricos para zonas do cérebro para aumentar o crescimento de novas células cerebrais.

"Seja porque acontecem dificuldades económicas, dificuldades familiares,  isolamento, solidão, entre outras motivações, o que é facto é que existem  pessoas já avançadas na idade que vêm desenvolver comportamentos, por exemplo,  em relação ao jogo ou ao consumo de determinadas substâncias, nomeadamente o álcool", refere João Goulão (Arquivo Reuters)

"Seja porque acontecem dificuldades económicas, dificuldades familiares,  isolamento, solidão, entre outras motivações, o que é facto é que existem  pessoas já avançadas na idade que vêm desenvolver comportamentos, por exemplo,  em relação ao jogo ou ao consumo de determinadas substâncias, nomeadamente o álcool", refere João Goulão (Arquivo Reuters)

© Enrique de la Osa / Reuters

O novo tratamento, conhecido como estímulo cerebral profundo, é um procedimento terapêutico já utilizado em algumas partes do mundo para várias situações neurológicas como tremores ou distonia.

Os cientistas da NTU indicaram ter descoberto que esse estímulo pode também ser usado para aumentar o crescimento de células cerebrais, mitigando os efeitos nocivos das condições relacionadas com a demência e melhorar a memória a curto e longo prazo. 

A investigação mostra que as novas células, ou neurónio, podem ser formadas através do estímulo da parte frontal do cérebro, que está envolvida na retenção da memória, através do recurso a impulsos elétricos.

"O aumento de células cerebrais reduz a ansiedade e a depressão e promove a aprendizagem, impulsionando, em termos globais, a formação e retenção de memória", indicou a universidade em comunicado citado pela agência noticiosa Xinhua.

Segundo a universidade, cujos cientistas testaram os impulsos em ratos, os resultados da investigação abrem novas oportunidades para o desenvolvimento de soluções inovadoras ao nível do tratamento de pacientes que sofrem de perda de memória no devido a condições relacionadas com a demência, como as doenças de Alzheimer e mesmo de Parkinson.

  • "PCP não é força de suporte do Governo"
    2:11

    País

    Ao segundo dia de congresso comunista, ouviu-se o aviso mais forte, até agora, ao PS. João Oliveira, líder parlamentar do partido, diz que o PCP não se diluiu e que não é suporte do Governo. Já Jerónimo de Sousa deixou elogios à excelente geração de jovens que estão na frente política do PCP.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.