sicnot

Perfil

Mundo

Comunidade internacional deve denunciar e atuar perante crimes contra cristãos, diz Papa

A comunidade internacional deve denunciar e atuar perante os crimes de que são vítimas os cristãos em todo o mundo, declarou hoje o papa Francisco, por ocasião da bênção da Páscoa.   

reuters

"Desejo que a comunidade internacional não assista muda e inerte a tais crimes inaceitáveis, que constituem uma deriva preocupante dos direitos humanos mais elementares", declarou Jorge Maria Bergoglio, perante milhares de pessoas reunidas na praça de São Pedro para a recitação do 'Regina Coeli', oração que substitui o 'Angelus' nas celebrações pascais. 

"Desejo verdadeiramente que a comunidade internacional não desvie o olhar", sublinhou. 

Francisco pediu orações, mas também uma "participação concreta" e gestos de ajuda "palpável na defesa e proteção dos irmãos e irmãs perseguidos, exilados, assassinados, decapitados unicamente por serem cristãos".

No domingo, o papa já tinha apelado para o fim das perseguições e da violência em nome da religião, na sequência do massacre na universidade de Garissa, no Quénia, que provocou 148 mortos. 


  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor