sicnot

Perfil

Mundo

Conselho de Segurança da ONU exige acesso humanitário ao campo sírio de Yarmouk

O Conselho de Segurança da ONU (CS) exigiu esta segunda-feira o acesso das agências humanitárias aos milhares de palestinianos bloqueados no campo de Yarmouk, na Síria, para que possam ser retirados em segurança. 

O EI desencadeou na semana passada uma ofensiva sobre o campo com a ajuda de 'jihadistas' da Frente al-Nosra, o ramo sírio da Al-Qaida, segundo informou o Observatório sírio dos Direitos Humanos (OSDH). (Arquivo)

O EI desencadeou na semana passada uma ofensiva sobre o campo com a ajuda de 'jihadistas' da Frente al-Nosra, o ramo sírio da Al-Qaida, segundo informou o Observatório sírio dos Direitos Humanos (OSDH). (Arquivo)

Anonymous

"Apelamos à proteção dos civis no campo, a que seja assegurado o acesso humanitário a esta zona para fornecer uma ajuda vital" a cerca de 18.000 palestinianos cercados, declarou a presidente do CE, a embaixadora jordana Dina Kawar, após as consultas que decorreram à porta-fechada. 

A responsável do CS pediu em particular "uma passagem com proteção e uma retirada dos civis". 

Os 15 Estados-membros do Conselho estão preparados "para adotar medidas suplementares que poderão ser tomadas para fornecer a proteção e a assistência necessárias" aos palestinianos de Yarmouk, acrescentou a embaixadora, sem fornecer mais detalhes. 

Dina Kawar recordou as resoluções da ONU sobre a Síria que forçam "todas as partes [envolvidas no conflito] a terminar com os cercos impostos às zonas habitadas" e facilitarem a distribuição de ajuda humanitária. 

Os membros do Conselho "condenaram da forma mais firme possível os graves crimes" cometidos em Yarmouk pelo movimento 'jihadista' Estado Islâmico (EI) e a Frente al-Nosra, e sublinharam a necessidade de punir estes crimes, sublinhou a embaixadora. 

O EI desencadeou na semana passada uma ofensiva sobre o campo com a ajuda de 'jihadistas' da Frente al-Nosra, o ramo sírio da Al-Qaida, segundo informou o Observatório sírio dos Direitos Humanos (OSDH). 

Uma grande parte do complexo está controlado pelas forças 'jihadistas', enquanto o exército sírio reforçou o cerco em redor de Yarmouk e efetua incursões regulares sobre o campo. 

Lusa
  • Samaris suspenso por três jogos

    Desporto

    O internacional grego do Benfica Samaris foi castigado com três jogos de suspensão pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, após ter sido instaurado um auto de flagrante delito por parte da Comissão de Instrutores.

    Em atualização

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.