sicnot

Perfil

Mundo

Estudo conclui que tartarugas gigantes das Galápagos preferem comer plantas invasoras

Mais de metade da dieta das espécies de tartarugas gigantes das ilhas Galápagos, situadas perto do Equador, é feita de plantas que foram introduzidas de forma não natural, indica um estudo da Universidade de Washington, nos Estados Unidos. 

© Ints Kalnins / Reuters

As conclusões da investigação, publicadas hoje pela revista especializada Biotropica, chamam a atenção para a importância das espécies invasoras de plantas, que os responsáveis pelas ilhas queriam erradicar.

"A conservação da biodiversidade é um enorme problema nas Galápagos. Erradicar mais de 750 espécies de plantas invasoras é impossível, e até o seu controle é complicado. Felizmente, a conservação das tartarugas parece ser compatível com a sua presença", assegurou Stephen Blake, diretor do estudo.

As novas espécies de plantas foram introduzidas nas ilhas no início da década de 1930 para aumentar a produção local, e depois de terem sido eliminadas espécies nativas nas terras altas para a produção agrícola.

O estudo, que durou quatro anos, foi realizado na ilha de Santa Cruz, que acolhe o maior ajuntamento de população humana nas Galápagos.

Concluíram que as tartarugas passam mais tempo a comer as espécies não nativas do que as originais.

No entanto, os investigadores não se mostraram surpreendidos quando descobriram, por exemplo, que as árvores de goiabas locais produzem frutos pequenos com sementes grandes, casca grossa e uma polpa pequena e amarga.

Pelo contrário, as árvores de goiaba introduzidas na ilha produzem frutos maiores, com uma polpa doce e abundante, coberta por casca fina, preferidas pelas tartarugas.



Lusa
  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.