sicnot

Perfil

Mundo

General Motors confirma 80 mortos provocados por defeito em sistema de ignição

O fabricante de automóveis norte-americano General Motors (GM) reconheceu hoje que pelo menos 80 pessoas morreram devido a um defeito no sistema de ignição de vários modelos dos seus veículos. 

© STRINGER Brazil / Reuters

Estes números foram apurados por um programa da GM que está a avaliar as reclamações apresentadas por vítimas e familiares, com o objetivo de conceder-lhes compensações.

Das 475 reclamações e pedidos de indemnização por falecimento, a GM declarou 80 elegíveis, enquanto 172 foram rejeitadas, 105 consideradas deficientes, 91 estão a ser revistas e 27 não apresentaram documentação de apoio.

Ainda segundo o fabricante, o programa recebeu 289 reclamações por lesões de grande gravidade e 3.578 pedidos de compensação por lesões menos graves que exigiram hospitalização.

Deste total, o programa declarou elegíveis 11 reclamações pelas lesões mais graves (como tetraplegia, paraplegia, amputações duplas das extremidades do corpo, danos cerebrais permanentes e queimaduras graves). 

Das lesões menos graves que exigiram hospitalização, o programa da GM aprovou 137 reclamações.

O defeito do sistema de ignição afeta cerca de 2,6 milhões de veículos produzidos por diferentes marcas da GM há uma década, e que desliga o automóvel subitamente, desconectando sistemas de segurança como o "airbag".

A GM ocultou este defeito durante anos, mas em fevereiro de 2014 reconheceu que mais de dois milhões e meio de veículos tinham o problema e que pelo menos 13 pessoas tinham morrido nos Estados Unidos.

A empresa determinou que as famílias das vítimas mortais devidamente comprovadas deverão receber um milhão de dólares (cerca de 910 mil euros) de compensação, desde que não intentem qualquer ação judicial contra a GM.



Lusa
  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.