sicnot

Perfil

Mundo

General Motors confirma 80 mortos provocados por defeito em sistema de ignição

O fabricante de automóveis norte-americano General Motors (GM) reconheceu hoje que pelo menos 80 pessoas morreram devido a um defeito no sistema de ignição de vários modelos dos seus veículos. 

© STRINGER Brazil / Reuters

Estes números foram apurados por um programa da GM que está a avaliar as reclamações apresentadas por vítimas e familiares, com o objetivo de conceder-lhes compensações.

Das 475 reclamações e pedidos de indemnização por falecimento, a GM declarou 80 elegíveis, enquanto 172 foram rejeitadas, 105 consideradas deficientes, 91 estão a ser revistas e 27 não apresentaram documentação de apoio.

Ainda segundo o fabricante, o programa recebeu 289 reclamações por lesões de grande gravidade e 3.578 pedidos de compensação por lesões menos graves que exigiram hospitalização.

Deste total, o programa declarou elegíveis 11 reclamações pelas lesões mais graves (como tetraplegia, paraplegia, amputações duplas das extremidades do corpo, danos cerebrais permanentes e queimaduras graves). 

Das lesões menos graves que exigiram hospitalização, o programa da GM aprovou 137 reclamações.

O defeito do sistema de ignição afeta cerca de 2,6 milhões de veículos produzidos por diferentes marcas da GM há uma década, e que desliga o automóvel subitamente, desconectando sistemas de segurança como o "airbag".

A GM ocultou este defeito durante anos, mas em fevereiro de 2014 reconheceu que mais de dois milhões e meio de veículos tinham o problema e que pelo menos 13 pessoas tinham morrido nos Estados Unidos.

A empresa determinou que as famílias das vítimas mortais devidamente comprovadas deverão receber um milhão de dólares (cerca de 910 mil euros) de compensação, desde que não intentem qualquer ação judicial contra a GM.



Lusa
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.