sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 53 mortos nos últimos combates no sul do Iémen

Pelo menos 53 pessoas, incluindo 17 civis, morreram em menos de 24 horas em combates violentos em Aden, no sul do Iémen, entre rebeldes xiitas e apoiantes do chefe de Estado, disseram hoje fontes médica e militar.  

reuters

Os combates, que prosseguem, resultaram "na morte de 17 civis e de 10 combatentes dos 'comités populares' (partidários do Presidente Abd Rabbo Mansur Hadi)", desde domingo, declarou à agência noticiosa francesa AFP uma fonte médica. 

Por seu lado, uma fonte militar disse que morreram 26 rebeldes. 

Os rebeldes xiitas e aliados, militares fiéis ao antigo presidente Ali Abdallah Saleh, conseguiram, no início de março, avançar em direção a Aden. No domingo, tomaram a sede da administração provincial e aproximam-se de um porto. 

No ano passado, os rebeldes conquistaram a capital iemenita, Sanaa, além de vastas regiões do norte e do centro do país. 

O avanço dos rebeldes tem deparado com a resistência dos combatentes dos 'comités populares', abastecidos com armas e munições pela coligação internacional, liderada pela Arábia Saudita, que lançou, a 26 de março, uma operação militar contra estas milícias xiitas, apoiadas pelo Irão. 

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.