sicnot

Perfil

Mundo

Rebeldes islamitas sequestram 300 curdos na Síria

 Rebeldes islamitas sequestraram hoje cerca de 300 curdos civis, num posto de controlo, no noroeste da Síria, disseram responsáveis curdos à agência France Press. 

Alguns são portugueses, outros serão luso-descendentes. Quase todos são jovens, que se aliam aos terroristas como combatentes, mas também no encaminhamento de pessoas para a Síria ou para o Iraque. (Arquivo)

Alguns são portugueses, outros serão luso-descendentes. Quase todos são jovens, que se aliam aos terroristas como combatentes, mas também no encaminhamento de pessoas para a Síria ou para o Iraque. (Arquivo)

© Rodi Said / Reuters

Nawaf Khalil, porta-voz na Europa do principal partido curdo na Síria, o Partido da União Democrática, disseram que o grupo foi sequestrado quando se deslocava da cidade de Afrin para Aleppo, onde ia receber salários. 

Um jornalista de Afrin confirmou o sequestro, afirmando que os rebeldes islamitas levaram homens e crianças do grupo, mas libertaram as mulheres. 

Lusa
  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.