sicnot

Perfil

Mundo

Mulher transgénero presa nos EUA denuncia agressões, abusos sexuais e tratamento desigual

Os serviços prisionais do estado norte-americano da Georgia foram alvo de uma denúncia por causa das condições da detenção de uma mulher transgénero.

Ashley Diamond foi detida há três anos e, desde então, cumpre pena nas alas masculinas de várias prisões, onde tem sido vítima de agressões e abusos sexuais. (Arquivo)

Ashley Diamond foi detida há três anos e, desde então, cumpre pena nas alas masculinas de várias prisões, onde tem sido vítima de agressões e abusos sexuais. (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuter

Ashley Diamond foi detida há três anos e, desde então, cumpre pena nas alas masculinas de várias prisões, onde tem sido vítima de agressões e abusos sexuais.

A prisioneira alega também que tem sido impedida de receber a medicação hormonal que tomava há 17 anos.

Por causa das denúncias das agressões, Ashley Diamond já foi transferida de prisão e passou vários períodos na solitária. 

A queixa já recebeu o apoio do departamento de Justiça dos Estados Unidos.
  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.