sicnot

Perfil

Mundo

Múmias revelam que estirpes de tuberculose tiveram origem num antepassado romano

Amostras de múmias de uma cripta húngara revelaram que múltiplas estirpes da tuberculose resultam de um único antepassado romano, que circulou no século XVIII na Europa, revela esta terça-feira a publicação científica Nature Communications. 

Os investigadores extraíram amostras de 26 dos corpos recorrendo a marcadores para infeção por tuberculose, e oito delas revelaram-se boas o suficiente para permitir o sequenciamento genético do germe 'Mycobacterium tuberculosis'. (Arquivo)

Os investigadores extraíram amostras de 26 dos corpos recorrendo a marcadores para infeção por tuberculose, e oito delas revelaram-se boas o suficiente para permitir o sequenciamento genético do germe 'Mycobacterium tuberculosis'. (Arquivo)

© Tomas Bravo / Reuters

Na origem da descoberta está o facto de, em 1994, trabalhadores a restaurar uma igreja dominicana em Vac, na Hungria, terem descoberto os restos de mais de 200 pessoas cujos cadáveres se haviam mumificado naturalmente.

Os indivíduos, muitos deles católicos abastados, foram colocados, completamente vestidos, numa cripta de uma igreja ao norte da capital, Budapeste, entre 1731 e 1838, e um microclima de ar excecionalmente seco impediu os corpos e as roupas de apodrecerem.

Em muitos casos, os nomes e detalhes sobre a morte dos indivíduos estavam disponíveis através de registos - tornando-se um tesouro para os epidemiologistas, que assim obtiveram pistas valiosas sobre como as doenças se disseminavam em épocas anteriores.

Os investigadores extraíram amostras de 26 dos corpos recorrendo a marcadores para infeção por tuberculose, e oito delas revelaram-se boas o suficiente para permitir o sequenciamento genético do germe 'Mycobacterium tuberculosis'.

O 'Mycobacterium tuberculosis' foi descrito pela primeira vez em 1882, pelo microbiologista alemão Robert Koch, segundo quem a doença matava uma pessoa em cada sete, mas os investigadores atuais concluíram que a doença já grassava na Europa no século XVIII, antes das habitações lotadas a terem tornado numa assassina em larga escala.

"A análise microbiológica de amostras de pacientes contemporâneos com tuberculose costumam revelar uma única estirpe da doença por paciente", disse Mark Pallen, da Escola Médica da Universidade de Warwick, no centro de Inglaterra, que liderou a nova pesquisa.

"Por contraste, cinco dos oito corpos estudados mostraram mais de um tipo de tuberculose - num dos casos, de um único indivíduo obtivemos evidência de três estirpes distintas", acrescentou.

Todas as amostras transportavam a assinatura genética de uma estirpe de tuberculose chamada 'Lineage 4', atualmente responsável por mais de um milhão de casos de tuberculose por ano na Europa e nas Américas.

Ao fazer a árvore genealógica do germe, a equipa de investigadores relacionou o antepassado com o período romano tardio, o que "confirma a continuidade genótipo de uma infeção que tem devastado o coração da Europa desde tempos pré-históricos", disse Pallen.

Os defensores da datação romana estimam que a tuberculose tenha surgido há 6.000 anos, enquanto outros especialistas sugerem que a doença se espalhou entre os seres humanos há dezenas de milhares de anos.

As múmias descobertas há 21 anos dentro de caixões emparedados na igreja, correspondiam a 265 corpos, desde padres a habitantes locais, e estão agora alojadas no Museu de História Natural Húngaro, que participou na investigação.
Lusa
  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e, a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.