sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro avião da Cruz Vermelha aterra no Iémen com pessoal médico

Um primeiro avião com pessoal médico do Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) chegou hoje a Sanaa, capital do Iémen, anunciou hoje na rede social Twitter o diretor das operações da organização, Dominik Stillhart. 

Hani Mohammed

 O "pequeno avião", que partiu do Iémen com uma equipa do CICV, regressou a Sanaa na segunda-feira com pessoal médico, precisou a porta-voz do Comité, Sitara Jabeen, e quando a situação humanitária no país é definida como alarmante após cerca de duas semanas de ataques aéreos da coligação lideradas pela Arábia Saudita contra as posições dos rebeldes xiitas. 

A porta-voz também indicou que um avião de carga com ajuda médica, atualmente estacionado em Amã, capital da Jordânia, também deverá descolar em breve.  

"Encontrámos hoje um avião de carga. Este avião vai amanhã (quarta-feira) para Sanaa", disse.  

O CICV também disse estar preparado para enviar ajuda a partir de Genebra.  

No sábado, o Comité emitiu um apelo para uma trégua humanitária de 24 horas no Iémen para garantir um apoio médico à população. 

As reservas de medicamentos e equipamentos nos hospitais e clínicas começam a escassear no país do Médio Oriente, onde as populações também se confrontam com a escassez de combustível, água e alimentos.  

Na segunda-feira, eclodiram violentos combates entre rebeldes e lealistas no sul do Iémen, com um balanço de mais de 140 mortos em 24 horas, e quando a Cruz Vermelha voltava a apelar para a necessidade de ajuda humanitária urgente. 

Na semana passada três voluntários do Crescente Vermelho foram mortos quando se preparavam para fornecer assistência a civis feridos pelos bombardeamentos e combates. 

Lusa
  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.