sicnot

Perfil

Mundo

Al-Qaeda oferece ouro a quem capturar ou matar líderes da rebelião no Iémen

A Al-Qaeda na Península Arábica prometeu esta quarta-feira uma recompensa em ouro para quem capturar ou matar o ex-Presidente iemenita Ali Abdallah Saleh e o líder da rebelião xiita Abdel Malek al-Huthi, símbolos "do mal no Iémen".

Arquivo

Arquivo

© Khaled Abdullah Ali Al Mahdi

Numa mensagem hoje divulgada, a Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA), braço saudita-iemenita da rede terrorista, prometeu "20 quilos em ouro para quem matar ou capturar" um dos dois homens, suspeitos de terem ligações com o Irão, país de maioria xiita, para tentar controlar o poder no Iémen.  

Esta oferta destina-se "a recompensar os corajosos 'mujahidine'[combatentes]" na sua luta contra "a expansão xiita iraniana no Iémen através das milícias do ex-Presidente Ali Saleh e dos seguidores no seio do grupo rebelde xiita dos 'huthis'", acrescentou a AQPA, que também divulgou fotografias dos dois homens. 

O anúncio da AQPA é feito ao 14.º dia de uma ofensiva militar conduzida por uma aliança internacional, liderada pela Arábia Saudita (sunita), no território iemenita.

A ofensiva tem como objetivo travar o avanço das milícias xiitas 'huthis' no território iemenita e dos seus aliados, militares que continuam fiéis ao ex-Presidente Saleh (no poder entre 1978 e 2012).

A coligação integra ainda o Bahrein, Egito, Emirados Árabes Unidos, Jordânia, Kuwait, Marrocos, Qatar, Paquistão e Sudão.

A AQPA, considerada por Washington como o braço mais perigoso da rede extremista sunita, é muito ativa nas regiões sul e sudeste do Iémen.

O conflito no Iémen acentuou-se em fevereiro último com a tomada da capital, Sanaa, pelas milícias 'huthis', e a consequente fuga do Presidente, Abd Rabbo Mansur Hadi, para a segunda cidade do país, Aden, e, perante o avanço dos rebeldes, para a Arábia Saudita. 

A par da coligação, o avanço dos rebeldes tem enfrentado a resistência dos combatentes dos 'comités populares' leais ao atual Presidente Hadi.

Os combates das últimas semanas no Iémen fizeram pelo menos 643 mortos e 2.226 feridos, divulgou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS).
Lusa
  • Conflito no Iémen já fez mais de 540 mortos
    2:11

    Mundo

    A situação no Iémen é catastrófica. Cruz Vermelha, Organização Mundial de Saúde e Unicef dizem que mulheres e crianças são a maioria das vítimas do conflito entre os rebeldes Houthi e as forças apoiadas pela aviação da coligação árabe. Os últimos dados contabilizam 540 mortos, 1700 feridos e cem mil refugiados.

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.