sicnot

Perfil

Mundo

Coleção de relógios Swatch vendida por mais de 5,5 ME em Hong Kong

 Uma das maiores coleções privadas de relógios Swatch foi vendida em Hong Kong na terça-feira por mais de seis milhões de dólares (5,5 milhões de euros), um valor que superou as expetativas. 

REUTERS

A coleção -- composta por mais de 5.800 relógios, incluindo edições limitadas assinadas por artistas como Keith Haring ou Kiki Picasso e uma série para o 40.º aniversário do James Bond -- ultrapassou em mais de quatro vezes o preço estimado, na ordem dos 1,3 milhões de dólares (cerca de 1,2 milhões de euros).

Três pessoas disputaram a coleção no leilão da Sotheby's. 

A coleção foi arrematada por 46,7 milhões de dólares de Hong Kong (5,5 milhões de euros ou seis milhões de dólares norte-americanos) por um comprador via telefone. 

Trata-se de uma "instituição europeia", informou a Sotheby's sem avançar mais detalhes. 

Paul Dunkel, o mediador de seguros que colecionou os relógios durante mais de 20 anos, deixou a sala em lágrimas. 

"Durante estes dois últimos meses (...) o mundo inteiro estava interessado na coleção. É o meu trabalho, o meu coração", disse o luxemburguês, aposentado, de 68 anos. 

No início dos anos 1980, Paul Dunkel era um colecionador de arte abstrata. O seu interesse pela Swatch começou quando alguns dos seus artistas favoritos começaram a desenhar relógios para a marca. 

A diretora do departamento de relógios da Sotheby's, Sharon Chan, explicou que havia igualmente fãs da Swatch entre os "grandes colecionadores de relógios de luxo". 

"Cada relógio desta coleção corresponde a um capítulo da arte contemporânea", acrescentou. 

Este não é o primeiro leilão de relógios da Swatch em Hong Kong. Em 2011, uma vasta coleção foi adquirida por mais de seis milhões de euros por um cidadão chinês que se manteve anónimo.

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.