sicnot

Perfil

Mundo

Conflito no Iémen provocou 643 mortes e 2.226 feridos

A guerra no Iémen provocou 643 mortes e 2.226 feridos desde 19 de março, data do início do conflito, anunciou hoje em comunicado a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Arquivo

Arquivo

© Khaled Abdullah Ali Al Mahdi

Segundo a representação da OMS responsável pela região do Mediterrâneo Oriental, aqueles valores poderão ainda vir a ser alterados.

Na terça-feira, este escritório já tinha revisto em alta os dados relativos às vítimas no conflito no Iémen: pelo menos 540 mortes e 1.700 feridos.

No comunicado hoje divulgado, o escritório regional anunciou ainda que existem 15,9 milhões de pessoas afetadas pela violência naquele país, bem como 334.093 deslocadas no interior e 254.413 refugiadas no exterior.

"A situação humanitária é crítica e há cortes de energia", lê-se no comunicado, que chama também a atenção para a escassez de alimentos e de combustível.

O acesso ao Iémen continua problemático, refere a organização, que já tem 65 funcionários a operar no país e aguarda autorização para poder entrar com material médico.

A OMS recebeu um donativo do governo japonês no valor de 2,7 milhões de dólares (2,5 milhões de euros)para fazer face às necessidades médicas, estimadas em 61,87 milhões de euros.

O conflito trava-se entre os rebeldes huthis e as forças leais ao Presidente do Iémen, Abd Rabbo Mansur Hadi, refugiado em Riade, apoiadas por uma coligação internacional liderada pela Arábia Saudita.

Lusa

  • Mulher detida ao tentar atropelar polícias junto ao Capitólio, em Washington

    Mundo

    Agentes da polícia abriram fogo contra uma mulher (e não um homem, ao contrário do que inicialmente se disse) que conduzia um carro perto do Capitólio e tentava atropelá-los, segundo o Departamento da Polícia Metropolitana de Washington. A mulher foi detida mas a polícia garante que não se tratou de um ato terrorista.

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.