sicnot

Perfil

Mundo

Estudo destaca que anti-histamínico pode ser eficaz contra a hepatite C

Um anti-histamínico de venda livre, e barato, pode ser eficaz contra a hepatite C, segundo experiências em ratinhos infetados e células de fígado humano, reveladas num estudo hoje divulgado.

© Baz Ratner / Reuters

Os resultados divulgados hoje na revista médica Science Translational Medicine sugerem que aquele medicamento, clorciclizina HCI (CCZ), que custa 50 cêntimos por comprimido, pode ser usado para tratar pessoas com hepatite C.

A hepatite C, uma infeção crónica, atinge entre 130 e 150 milhões de pessoas no mundo e entre 350 mil e 500 mil morrem por ano.

A doença pode permanecer muito tempo indetetável e causa uma inflamação do fígado que muitas vezes leva a complicações graves, como cirrose ou cancro.

Existem medicamentos altamente eficazes contra a hepatite C, mas o custo pode chegar aos 84 mil dólares por semana.

"Embora a hepatite C seja uma doença curável, há necessidade de medicamentos eficazes a um custo razoável", disse Jake Liang, do Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais, o autor principal do estudo.

"O CCZ é um candidato promissor para tratar desta doença potencialmente fatal", disse Jake Liang.

A investigação permitiu descobrir que os CCZ bloqueia as fases inicias da infeção, provavelmente por neutralizar a capacidade do vírus de penetrar nas células do fígado enxertadas nos ratinhos utilizados na experiência.

O efeito do medicamento foi semelhante ao dos fármacos utilizados contra a hepatite C, mas sem os efeitos secundários tóxicos.

O próximo passo da experiência passa por testar o CCZ em seres humanos.

Jake Liang alertou as pessoas infetadas com o vírus da hepatite C para não tomarem CCZ, porque ainda está em fase de experimentação e ainda não foi totalmente provada a sua segurança e eficácia.

"O CCZ poderá um dia ser uma alternativa acessível a outros tratamentos mais caros, especialmente nos país pobres, onde a hepatite C esta a aumentar", sublinhou o responsável pelo estudo.


Lusa
  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.