sicnot

Perfil

Mundo

Quase 10% das pessoas com perturbações mentais têm uma arma de fogo nos EUA

Cerca de 9% dos adultos nos Estados Unidos da América que se sentem com raiva e impulsivos têm acesso a armas de fogo e são potencialmente perigosos, revela um estudo publicado hoje na revista Ciências Comportamentais e a Lei.

© Andrew Innerarity / Reuters

A pesquisa, que resulta de uma análise de mais 500 entrevistas baseadas numa investigação nacional chamada NCS-R em pessoas mentalmente perturbadas, usa dados que começaram a ser recolhidos há 15 anos, e conclui que 1,5% dessas pessoas andam armadas fora de casa.

De acordo com os autores, é mais frequente um comportamento irritado e impulsivo nos homens jovens e de meia-idade, que facilmente perdem a paciência e recorrem à violência.

"Tentamos equilibrar o direito constitucional de possuir uma arma de fogo com a questão da segurança pública em relação à doença psiquiátrica, com um quadro legal que proíbe as pessoas com transtornos mentais graves de adquirirem essas armas", explicou um professor da psiquiatria da Universidade de Duke, Jeffrey Swanson, citado pela AFP.

"Esta pesquisa apoia a ideia de que as leis existentes não impedem indivíduos potencialmente perigosos de possuir armas de fogo", vincou o investigador.

Em 2012, mais de 11.600 pessoas morreram nos Estados Unidos devido a incidentes com uma arma de fogo, de acordo com as estatísticas federais.


Lusa
  • Primo de Sócrates já foi notificado
    1:48
  • Santana Lopes espera mais diálogo com António Costa
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes espera que o primeiro-ministro dialogue mais com o novo líder do PSD do que o que tem dialogado com Passos Coelho. O candidato à liderança dos social-democratas criticou ainda Rui Rio por ainda não se ter mostrado disponível para um debate.

  • Rui Rio defende o diálogo com todos os partidos
    0:37

    País

    Rui Rio defende o diálogo com todos os partidos com assento parlamentar e não apenas com o Governo. As declarações do candidato à liderança do PSD surgiram em resposta a António Costa que, em entrevista, disse que acredita que a relação com os social-democratas vai melhorar com a nova liderança.

  • Morreu o jornalista Pedro Rolo Duarte

    País

    Morreu Pedro Rolo Duarte. O jornalista tinha 53 anos e não resistiu a um cancro. Pedro Rolo Duarte estava internado nos cuidados paliativos do Hospital da Luz, em Lisboa. Trabalhou em imprensa, na rádio e na televisão.