sicnot

Perfil

Mundo

Quase 10% das pessoas com perturbações mentais têm uma arma de fogo nos EUA

Cerca de 9% dos adultos nos Estados Unidos da América que se sentem com raiva e impulsivos têm acesso a armas de fogo e são potencialmente perigosos, revela um estudo publicado hoje na revista Ciências Comportamentais e a Lei.

© Andrew Innerarity / Reuters

A pesquisa, que resulta de uma análise de mais 500 entrevistas baseadas numa investigação nacional chamada NCS-R em pessoas mentalmente perturbadas, usa dados que começaram a ser recolhidos há 15 anos, e conclui que 1,5% dessas pessoas andam armadas fora de casa.

De acordo com os autores, é mais frequente um comportamento irritado e impulsivo nos homens jovens e de meia-idade, que facilmente perdem a paciência e recorrem à violência.

"Tentamos equilibrar o direito constitucional de possuir uma arma de fogo com a questão da segurança pública em relação à doença psiquiátrica, com um quadro legal que proíbe as pessoas com transtornos mentais graves de adquirirem essas armas", explicou um professor da psiquiatria da Universidade de Duke, Jeffrey Swanson, citado pela AFP.

"Esta pesquisa apoia a ideia de que as leis existentes não impedem indivíduos potencialmente perigosos de possuir armas de fogo", vincou o investigador.

Em 2012, mais de 11.600 pessoas morreram nos Estados Unidos devido a incidentes com uma arma de fogo, de acordo com as estatísticas federais.


Lusa
  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.