sicnot

Perfil

Mundo

Reino Unido vai controlar passaportes de cidadãos que saem do país

O Reino Unido começou hoje a controlar os passaportes das pessoas que entram e saem do país, para monitorizar a imigração e os movimentos de delinquentes e suspeitos de atividades terroristas, anunciou o Ministério do Interior.

© Luke MacGregor / Reuters

De acordo com o executivo, esta medida vai ajudar a ter uma ideia "mais clara" sobre os casos de estrangeiros que ficam no Reino Unido mais tempo que o legalmente autorizado.

Este controlo afetará principalmente os viajantes que saiam do país através do comboio que vai para a Europa continental, por baixo do Túnel da Mancha, já que no caso dos aeroportos, a informação é previamente recolhida pelas companhias aéreas.

Para evitar problemas, os registos, que consistem na verificação e digitalização da documentação, começarão a ser recolhidos de forma gradual, passando de 25% dos passaportes, para 50% dentro de um mês e 100% a partir de meados de junho.

Até agora, o Reino Unido só aplicava estas medidas aos cidadãos que entravam no país.

A medida tem como objetivo combater a imigração ilegal, como os casos de estudantes comunitários que permanecem no país mesmo depois de os seus vistos caducarem, e os movimentos de suspeitos de terrorismo, de acordo com o Ministério do Interior.

Nas últimas semanas, têm surgido várias notícias de cidadãos britânicos que alegadamente têm saído do país para se juntarem a movimentos radicais terroristas, nomeadamente o Estado Islâmico.



Lusa
  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC