sicnot

Perfil

Mundo

Estudo revela que pessoas baixas têm maior probabilidade de doenças cardíacas

As pessoas baixas enfrentam um maior risco de vir a ter artérias obstruídas, segundo um estudo divulgado hoje, que confirmou a relação entre altura e doença cardíaca através de análises genéticas.

© Yorgos Karahalis / Reuters

O estudo, liderado por investigadores da Universidade de Leicester e publicado hoje no Jornal de Medicina de New England, é o primeiro a demonstrar que o risco é maior devido a uma variedade de genes que influenciam se uma pessoa é alta ou baixa e não fatores como pobreza ou má nutrição

Os investigadores examinaram 180 variações genéticas de uma base de dados de quase 200 mil pessoas com e sem doença cardíaca coronária, causada por acumulação de placas nas artérias e que pode provocar ataque cardíaco.

É a causa mais comum de morte prematura no mundo.

Os investigadores descobriram que cada 6,3 centímetros na altura de uma pessoa afetam o seu risco de doença cardíaca coronária em 13,5%.

Por exemplo, uma pessoa com um 1,50 metros tem mais 32% de probabilidades de desenvolver uma doença cardíaca do que uma pessoa com 1,68 metros, refere o estudo.

Os investigadores esperam que o estudo mais aprofundado dos genes relacionados com a altura e as doenças cardíacas possa levar a uma melhor prevenção e tratamento no futuro.


Lusa

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17