sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 20 mortos e 67 feridos num ataque a complexo governamental afegão

Pelo menos 20 pessoas (onze civis, cinco polícias e quatro atacantes) morreram e 67 ficaram feridas num ataque cometido hoje numa área governamental da província de Balkh, no norte do Afeganistão, informaram fontes oficiais.

Vinte mortos e 67 feridos num ataque a complexo governamental afegão

Vinte mortos e 67 feridos num ataque a complexo governamental afegão

Mustafa Najafizada

Cerca das 11:30 locais (08:00 em Lisboa), um grupo de talibãs armados infiltrou-se num complexo de escritórios judiciais da capital provincial, Mazar-e-Sharif, iniciando posteriormente um tiroteio com forças afegãs que se prolongou por seis horas e meia, segundo o chefe de segurança regional, Abdul Khaliq Qaderi.

O ataque terminou pelas 18:20 locais (14:50 em Lisboa) e "os quatro atacantes morreram durante a troca de tiros, tendo cinco polícias perdido também a vida", acrescentou Abdul Qaderi.

Os talibãs, envergando uniforme militar, mataram a tiro os vigilantes que guardavam a entrada do recinto, que alberga o escritório do procurador-geral da província e o Tribunal de Recurso de Balkh.

O chefe do hospital provincial, Khuwaja Noor Mohammad Faiz, declarou à agência noticiosa Efe ter recebido os 16 cadáveres mas não os corpos dos quatro atacantes, e afirmou ter atendido 67 feridos.

"A maioria dos mortos e feridos são civis, incluindo mulheres e crianças, e dezenas de feridos estão em estado crítico", acrescentou Faiz.

O ataque teve lugar numa hora de grande movimento, pelo que o edifício estava cheio de trabalhadores e civis que ali se deslocavam para apresentar os seus casos nas dependências judiciais, localizadas a poucos metros do escritório do procurador-geral.

Em comunicado, o Ministério do Interior referiu-se a cinco atacantes e assegurou que todos os trabalhadores e visitantes haviam sido retirados do edifício.

Os talibãs reivindicaram a autoria do ataque, em que o "inimigo" sofreu pesadas baixas, afirmou o porta-voz do grupo insurgente, Zabihullah Mujahid, na rede social Twitter.

Os atentados em Balkh são menos comuns do que noutras províncias afegãs, apesar de existir atividade insurgente nas áreas rurais.

Em 2014, a NATO pôs fim à sua missão de combate no Afeganistão, a ISAF, que foi substituída em janeiro pela operação Resolute Support, com cerca de 4.000 soldados em tarefas de assistência e capacitação dos corpos de segurança afegãos.

Já os Estados Unidos continuaram a sua missão "antiterrorista" no país islâmico com 9.800 soldados, que vão permanecer no terreno até final deste ano.

Lusa
  • Apoiar o Governo "é um dever constitucional"
    0:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que apoiar o Governo é um dever constitucional do Presidente da República. Num balanço do primeiro ano em Belém, Marcelo respondeu assim a quem o acusa de andar com o Governo "ao colo".

  • Brexit só avança com aprovação parlamentar
    3:04

    Brexit

    O Supremo Tribunal britânico decidiu que o Governo precisa de ter a aprovação do Parlamento para avançar com o Brexit. A decisão foi validada por uma maioria de oito contra três juízes e justificada esta terça-feira pelo Supremo britânico. Por consequência, a libra esterlina atingiu a cotação mais alta do ano em relação ao dólar.

  • Primeira-ministra da Escócia apela ao voto contra a saída da UE
    2:25

    Brexit

    Depois da decisão do Supremo Tribunal britânico em relação ao Brexit, a primeira-ministra da Escócia veio pedir aos deputados que votem contra a saída da União Europeia. Nicola Sturgeon vai apresentar uma moção no Parlamento escocês para que este se pronuncie sobre o Brexit.

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.