sicnot

Perfil

Mundo

Polícia escocesa usa bonecos Lego para prevenção de crimes

Galeria de fotos

A polícia escocesa tem uma nova arma para combater a violência: Lego. 

"Deixe a sua casa segura quando sair deixando luzes acesas ou até a rádio" #OpRac

"Deixe a sua casa segura quando sair deixando luzes acesas ou até a rádio" #OpRac

twitter.com/EdinburghPolice

"Vai ficar em casa ou vai sair? Verifique as janelas e as portas" #OpRac

"Vai ficar em casa ou vai sair? Verifique as janelas e as portas" #OpRac

twitter.com/EdinburghPolice

"Verifique as formas de acesso às traseiras de sua casa. Se for fácil, outros farão o mesmo" #OpRac

"Verifique as formas de acesso às traseiras de sua casa. Se for fácil, outros farão o mesmo" #OpRac

twitter.com/EdinburghPolice

Os bonecos de Lego são usados para recriar situações violentas, como assaltos a casas, em que há figuras-ladrões e figuras-polícia. As fotografias são depois publicadas no  Twitter.

As fotografias fazem parte da Operação RAC, uma campanha da polícia na Escócia após o aumento dos roubos a casas em Edimburgo.

Cada cena recriada com os bonecos Lego mostra as formas como as pessoas se podem proteger.

"Mais de 354 mil pessoas já viram esta campanha online o que nos garante que é um meio eficiente para passar mensagens para a prevenção do crime", disse à Mashable a Polícia de Edimburgo em comunicado.
  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras