sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela quer que Obama peça desculpa ao Panamá por ataque de 1989

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse esta sexta-feira que vai dizer ao seu homólogo dos Estados Unidos, Barack Obama, para pedir desculpas às vítimas da invasão norte-americana do Panamá, em 1989. 

A VII Cimeira das Américas começa hoje no Panamá com a presença de 35 dirigentes do continente americano, incluindo os presidentes norte-americano e cubano, que se vão reunir para continuar o processo de reconciliação entre os respetivos países.

A VII Cimeira das Américas começa hoje no Panamá com a presença de 35 dirigentes do continente americano, incluindo os presidentes norte-americano e cubano, que se vão reunir para continuar o processo de reconciliação entre os respetivos países.

Alejandro Bolivar / Lusa

"Os Estados Unidos têm de pedir desculpa (...) e têm de indemnizar as vítimas" da "invasão militar que foi um fracasso", afirmou Nicolás Maduro.

O chefe de Estado venezuelano falava após ter posto um ramo de flores no Monumento aos Caídos da invasão norte-americana, a 20 de dezembro de 1989, para onde se dirigiu imediatamente após ter aterrado no aeroporto internacional do Panamá para participar na Cimeira das Américas.

"Queria visitar este local, este bairro, porque para nós foi muito doloroso ver como se massacrou o povo bolivariano no Panamá", disse Nicolás Maduro.

A VII Cimeira das Américas começa hoje no Panamá com a presença de 35 dirigentes do continente americano, incluindo os presidentes norte-americano e cubano, que se vão reunir para continuar o processo de reconciliação entre os respetivos países.
Lusa
  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.