sicnot

Perfil

Mundo

Presidentes dos EUA e de Cuba reúnem-se pela primeira vez em meio século

Os Presidentes dos Estados Unidos e de Cuba, Barack Obama e Raúl Castro, mantiveram hoje conversações históricas no Panamá, no primeiro encontro desde a década de 1950 entre líderes de antigos adversários da Guerra Fria. 

© Jonathan Ernst / Reuters

Obama e Castro reuniram-se à margem da VII Cimeira das Américas que decorre na Cidade do Panamá, após terem emitido discursos conciliatórios perante cerca de 30 líderes regionais. 

O Presidente norte-americano tinha previamente agradecido ao seu homólogo cubano pelo seu "espírito de abertura" antes de um encontro face a face e sem precedentes desde 1956. 

"É evidentemente um encontro histórico (...). Estamos em condições de avançar em direção ao futuro", acrescentou perante os jornalistas, antes de iniciar o encontro à porta fechada com Raúl Castro. 

De acordo com a agência noticiosa Efe, Obama explicou ao seu homólogo de Cuba ter "chegado o momento" de o seu país tentar "algo de novo" nas relações com Havana porque a anterior política não funcionou. 

O encontro decorreu numa pequena sala do Centro de convenções Atlapa do Panamá, onde decorre a VII Cimeira das Américas na presença dos 35 países do continente e na qual Cuba participa pela primeira vez. 

Os dois presidentes estavam sentados lado a lado, num formato semelhante ao utilizado quando o chefe da Casa Branca recebe os seus convidados na sala oval. 

Segundo Obama, a maioria dos norte-americanos e também dos cubanos respondeu de forma positiva ao anúncio da normalização diplomática iniciada pelos dois responsáveis em dezembro. 

"Com o tempo é possível que possamos desenvolver uma nova relação entre os nossos países", sublinhou Obama. 

O histórico encontro de hoje foi precedido de uma conversa telefónica na quarta-feira entre os dois presidentes, centrada na análise do processo para o restabelecimento das relações diplomáticas bilaterais, que deverá implicar a abertura de embaixadas em Washington e Havana. 

Esta abertura foi ainda abordada na reunião de três horas na quinta-feira entre o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, e o chefe da diplomacia cubana, Bruno Rodríguez, até hoje o contacto de mais alto nível diplomático entre os Estados Unidos e Cuba desde 1958. 


Lusa
  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".