sicnot

Perfil

Mundo

Apoio de Obama a Hillary Clinton "não é automático"

O Presidente norte-americano, Barack Obama, não apoiará automaticamente a nomeação de Hillary Clinton como candidata presidencial do Partido Democrata, indicou hoje a Casa Branca, acrescentando que Obama esperará pelas primárias antes de apoiar formalmente um candidato.

© Kevin Lamarque / Reuters

Mantendo a tradição de os Presidentes em funções não intervirem publicamente na seleção do nomeado seguinte do seu partido, a Casa Branca disse que Obama vai esperar até depois das primárias democratas para dar a conhecer a sua opinião.

Inquirido sobre se Obama iria automaticamente apoiar a sua ex-secretária de Estado, o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, respondeu "Não, o Presidente ainda não deu qualquer apoio, neste momento", apesar de ter proferido no sábado um discurso bastante elogioso sobre Hillary.

Durante uma visita ao Panamá, Obama descreveu Clinton como "uma excelente candidata", "uma grande apoiante", "uma extraordinária secretária de Estado" e uma amiga.

"Acho que ela seria uma excelente Presidente", acrescentou.

Para a maioria das pessoas, tais comentários soaram como um apoio declarado.

Mas a Casa Branca e o Partido Democrata esforçar-se-ão por obter o máximo de rendimento do apoio de Obama quanto possível.

Os apoios oficiais desempenham um papel fundamental na política eleitoral norte-americana, com candidatos a desviarem-se dos respetivos caminhos para cortejar potenciais apoiantes com promessas de cargos aliciantes, se necessário.

Sem mais eleições para disputar, Obama poderá simplesmente procurar garantias de que Clinton irá salvaguardar aspetos cruciais do seu legado.

"Há outras pessoas que são amigas do Presidente que poderão, a dada altura, decidir entrar na corrida", argumentou Earnest.

Assim que "os votantes de todo o país tiverem decidido quais deverão ser os nomeados Democratas, penso que o candidato Democrata pode ficar confiante de que terá o apoio do Presidente Obama e contará com a sua presença na campanha", disse o porta-voz.






Lusa
  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.