sicnot

Perfil

Mundo

Apoio de Obama a Hillary Clinton "não é automático"

O Presidente norte-americano, Barack Obama, não apoiará automaticamente a nomeação de Hillary Clinton como candidata presidencial do Partido Democrata, indicou hoje a Casa Branca, acrescentando que Obama esperará pelas primárias antes de apoiar formalmente um candidato.

© Kevin Lamarque / Reuters

Mantendo a tradição de os Presidentes em funções não intervirem publicamente na seleção do nomeado seguinte do seu partido, a Casa Branca disse que Obama vai esperar até depois das primárias democratas para dar a conhecer a sua opinião.

Inquirido sobre se Obama iria automaticamente apoiar a sua ex-secretária de Estado, o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, respondeu "Não, o Presidente ainda não deu qualquer apoio, neste momento", apesar de ter proferido no sábado um discurso bastante elogioso sobre Hillary.

Durante uma visita ao Panamá, Obama descreveu Clinton como "uma excelente candidata", "uma grande apoiante", "uma extraordinária secretária de Estado" e uma amiga.

"Acho que ela seria uma excelente Presidente", acrescentou.

Para a maioria das pessoas, tais comentários soaram como um apoio declarado.

Mas a Casa Branca e o Partido Democrata esforçar-se-ão por obter o máximo de rendimento do apoio de Obama quanto possível.

Os apoios oficiais desempenham um papel fundamental na política eleitoral norte-americana, com candidatos a desviarem-se dos respetivos caminhos para cortejar potenciais apoiantes com promessas de cargos aliciantes, se necessário.

Sem mais eleições para disputar, Obama poderá simplesmente procurar garantias de que Clinton irá salvaguardar aspetos cruciais do seu legado.

"Há outras pessoas que são amigas do Presidente que poderão, a dada altura, decidir entrar na corrida", argumentou Earnest.

Assim que "os votantes de todo o país tiverem decidido quais deverão ser os nomeados Democratas, penso que o candidato Democrata pode ficar confiante de que terá o apoio do Presidente Obama e contará com a sua presença na campanha", disse o porta-voz.






Lusa
  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.