sicnot

Perfil

Mundo

Duas embarcações com 178 imigrantes socorridas ao largo da Tunísia

 Duas embarcações com 178 imigrantes a bordo, provenientes da Líbia e com destino à ilha italiana de Lampedusa, foram hoje socorridas ao largo da Tunísia pela guarda costeira e marinha, noticiou a Agência France Presse.

© STR New / Reuters

As embarcações, que transportavam, respetivamente, 84 e 94 pessoas, sofreram avarias ao largo da costa sudeste da Tunísia e foram rebocadas para o porto tunisino de Zarzis, onde ficaram ancoradas.   

Os imigrantes são oriundos da Somália, Gana, Gâmbia, Sudão e Niger, de acordo com o médico Riyadh Belhaj do Crescente Vermelho em Zarzis, responsável pelos náufragos e que garantiu os passageiros sobreviveram todos. 

As embarcações emitiram um sinal de socorro que desencadeou a operação de socorro da marinha e da guarda costeira tunisinas, mas na qual também participaram barcos de pesca tunisinos. 

Em março, a Tunísia socorreu duas embarcações em circunstâncias semelhantes, com 169 pessoas a bordo, cidadãos de países africanos que tentavam chegar a Itália a partir da Líbia, país que se tornou plataforma de partidas para imigrantes clandestinos que pretendem entrar na Europa. 

De acordo com a Organização Internacional para as Migrações (OIM), estas últimas chegadas elevam a 15 mil o número total de imigrantes que já desembarcou em Itália desde o início do ano, o que representa uma ligeira quebra em relação a igual período do ano anterior, de acordo com dados do ministério do Interior italiano. 

Em mais de 218 mil imigrantes que tentaram atravessar o Mediterrâneo no ano passado, pelo menos 3.500 morreram, o que torna este trajeto "a rota mais mortal do mundo", de acordo com o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados. 

Lusa
  • Ministra tem condições para ficar?
    1:57
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • Os testemunhos emocionados de quem perdeu quase tudo nos fogos
    2:10
  • A primeira moção de censura ao fim de quase dois anos
    1:42

    País

    O CDS-PP avançou com uma moção de censura ao Governo, perante o que chama de falha do Governo na proteção das pessoas. O PSD apoia a iniciativa. António Costa fala num ato natural da democracia. Esta é a primeira moção de censura que o Governo socialista enfrenta ao fim de quase dois anos de mandato.

  • "Agora é tempo de decidir e executar"
    1:27

    País

    O primeiro-ministro reuniu-se esta terça-feira com os autarcas das zonas mais afetadas pelos incêndios e visitou os feridos, que continuam internados no Hospital de Coimbra. António Costa diz que o tempo das respostas começa agora.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.