sicnot

Perfil

Mundo

NASA mantém maior aproximação da sonda New Horizons a Plutão para 14 de julho

A sonda espacial New Horizons vai fazer, a 14 de julho, a maior aproximação a Plutão e a pelo menos cinco luas, confirmou hoje a NASA, que manteve a data anteriormente apontada.

© NASA NASA / Reuters

Segundo a agência espacial norte-americana, que hoje fez um novo ponto da situação da missão, a sonda irá transmitir imagens muito próximas, e nunca antes vistas, do planeta-anão e das suas pequenas luas.

A missão New Horizons completa o reconhecimento inicial de planetas do Sistema Solar, que começou com Vénus e Marte, na década de 60, e continuou com Mercúrio, Júpiter e Saturno, nos anos 70, e Urano e Neptuno, na década de 80.

Plutão foi despromovido, em 2006, a planeta-anão, sendo considerado o maior e o mais brilhante da Cintura de Kuiper.

A sonda foi concebida para recolher, num disparo fotográfico, o máximo possível de dados, pelo que, de acordo com a NASA, a missão New Horizons continuará a enviar informação armazenada na memória do aparelho durante cerca de ano e meio.

A viagem da New Horizons até à órbita de Plutão demorou mais de nove anos. A sonda, equipada com câmaras e espectrógrafos, irá mapear a geologia do planeta-anão e da sua maior lua, Caronte, bem como a composição e a temperatura das suas superfícies.

A missão pretende, ainda, examinar a atmosfera de Plutão, procurar uma atmosfera em redor de Caronte, estudar luas mais pequenas e pesquisar anéis ou outros satélites naturais.

Plutão, refere a NASA numa nota, tem na sua atmosfera nitrogénio, um dos elementos essenciais para a vida, estações complexas, distintas marcas à superfície, um interior rochoso e gelado, que pode albergar um oceano, e pelo menos cinco luas. A maior, Caronte, pode conter uma atmosfera ou um oceano interior, e possivelmente evidenciar atividade recente na superfície.

Atualmente, a sonda está mais próxima de Plutão do que a Terra do Sol. Imagens mais nítidas do planeta são esperadas em maio.






Lusa
  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.