sicnot

Perfil

Mundo

NASA mantém maior aproximação da sonda New Horizons a Plutão para 14 de julho

A sonda espacial New Horizons vai fazer, a 14 de julho, a maior aproximação a Plutão e a pelo menos cinco luas, confirmou hoje a NASA, que manteve a data anteriormente apontada.

© NASA NASA / Reuters

Segundo a agência espacial norte-americana, que hoje fez um novo ponto da situação da missão, a sonda irá transmitir imagens muito próximas, e nunca antes vistas, do planeta-anão e das suas pequenas luas.

A missão New Horizons completa o reconhecimento inicial de planetas do Sistema Solar, que começou com Vénus e Marte, na década de 60, e continuou com Mercúrio, Júpiter e Saturno, nos anos 70, e Urano e Neptuno, na década de 80.

Plutão foi despromovido, em 2006, a planeta-anão, sendo considerado o maior e o mais brilhante da Cintura de Kuiper.

A sonda foi concebida para recolher, num disparo fotográfico, o máximo possível de dados, pelo que, de acordo com a NASA, a missão New Horizons continuará a enviar informação armazenada na memória do aparelho durante cerca de ano e meio.

A viagem da New Horizons até à órbita de Plutão demorou mais de nove anos. A sonda, equipada com câmaras e espectrógrafos, irá mapear a geologia do planeta-anão e da sua maior lua, Caronte, bem como a composição e a temperatura das suas superfícies.

A missão pretende, ainda, examinar a atmosfera de Plutão, procurar uma atmosfera em redor de Caronte, estudar luas mais pequenas e pesquisar anéis ou outros satélites naturais.

Plutão, refere a NASA numa nota, tem na sua atmosfera nitrogénio, um dos elementos essenciais para a vida, estações complexas, distintas marcas à superfície, um interior rochoso e gelado, que pode albergar um oceano, e pelo menos cinco luas. A maior, Caronte, pode conter uma atmosfera ou um oceano interior, e possivelmente evidenciar atividade recente na superfície.

Atualmente, a sonda está mais próxima de Plutão do que a Terra do Sol. Imagens mais nítidas do planeta são esperadas em maio.






Lusa
  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC