sicnot

Perfil

Mundo

EUA vão exumar restos mortais de 388 norte-americanos vítimas de Pearl Harbour

Os EUA pretendem exumar os restos mortais de 388 norte-americanos mortos em 1941 durante o ataque japonês a Pearl Harbor, uma tentativa inédita de identificação de militares com recurso a testes de ADN, informou hoje o Pentágono.

Reuters

O esforço vai focar-se nos marinheiros e 'marines' do navio USS Oklahoma que nunca foram identificados, mais de sete décadas depois do ataque surpresa que conduziu à entrada dos EUA na II Guerra Mundial. 

O navio afundou depois de ter sido atingido por torpedos japoneses no ataque de Pearl Harbor, causando a morte a 429 marinheiros e 'marines' 

Os restos mortais da tripulação que não puderam ser identificados estão sepultados no Memorial Nacional no Cemitério do Pacífico, em Honolulu.

Para serem analisados, os restos mortais vão ser desenterrados e transferidos para um laboratório do Departamento da Defesa dos EUA, no Havai. 

Gerido pela agência do Departamento de Defesa para o recenseamento de prisioneiros de guerra (POW, na sigla em Inglês) e desaparecidos em combate (MIA, na sigla em Inglês), o laboratório vai recorrer a várias técnicas, "incluindo o ADN". 

O anúncio feito hoje, em comunicado assinado pelo subsecretário da Defesa, Robert Work, reflete o compromisso, detalhado e dispendioso, dos militares norte-americanos com o objetivo de encontrar e identificar os desaparecidos em conflitos desde a II Guerra Mundial. 

O Pentágono envia todos os anos equipas forenses para locais remotos, onde ocorreram quedas de aviões no Pacífico, em busca de restos mortais de tripulações aéreas. 










Lusa
  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.