sicnot

Perfil

Mundo

Comboio de levitação magnética atinge 590 quilómetros/hora no Japão

Um comboio japonês de levitação magnética bateu esta quinta-feira um novo recorde mundial de velocidade, ao atingir 590 quilómetros numa viagem experimental, informou uma companhia ferroviária do Japão.

O comboio de alta velocidade vai ligar em 40 minutos a capital japonesa, Tóquio, à cidade de Nagoya, numa distância de 286 quilómetros. (Arquivo)

O comboio de alta velocidade vai ligar em 40 minutos a capital japonesa, Tóquio, à cidade de Nagoya, numa distância de 286 quilómetros. (Arquivo)

© KYODO Kyodo / Reuters

Um campo magnético permite que o comboio "flutue" 10 centímetros acima dos carris, eliminando o atrito e permitindo alcançar altas velocidades de forma eficiente. 

A locomotiva percorreu mais de um milhão de quilómetros nesta fase de testes, anunciou a Japan Railways Group, que planeia abrir em 2027 a primeira linha para um comboio de levitação magnética no país. 

O comboio de alta velocidade vai ligar em 40 minutos a capital japonesa, Tóquio, à cidade de Nagoya, numa distância de 286 quilómetros. 

A construção da linha, orçada em 66,6 mil milhões de euros, começou em outubro de 2014 após receber aprovação do governo japonês.
Lusa
  • Enfermeiros dizem que suplemento de 150 € não é suficiente para acordo
    0:57

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros diz que há um avanço nas negociações com o Governo. Esta terça-feira à tarde, uma delegação do Ministério das Finanças esteve numa reunião que decorreu no Ministério da Saúde. Apesar disso, o presidente do sindicato, José Azevedo, explicou à SIC que a proposta do executivo de pagar mais 150 euros aos enfermeiros especializados não é suficiente para chegarem a acordo.

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC