sicnot

Perfil

Mundo

Encontrados restos humanos provenientes do MH17 em zona até agora inacessível

Especialistas holandeses recolheram restos humanos no leste da Ucrânia, numa zona de guerra inacessível às buscas desde a queda, em meados de julho do ano passado, de um Boeing 777 transportando 298 pessoas, provavelmente atingido por um míssil. 

© China Stringer Network / Reut

"A missão conseguiu mais uma vez recuperar restos humanos e objetos pessoais em dois locais", declarou um porta-voz do Ministério da Justiça, Jean Fransman, citado pela agência de notícias francesa AFP.

Estas novas buscas foram realizadas num local que estava inacessível nas anteriores missões, devido a combates entre os rebeldes separatistas pró-russos e o exército ucraniano. Como a linha da frente se deslocou, o local, em Petropavlika, ficou agora acessível.

Situa-se a dez quilómetros a oeste de Grabove, onde a maioria dos destroços caiu. Como o avião foi abatido a grande altitude, os escombros e os cadáveres ficaram espalhados por uma área bastante vasta.

Foram igualmente conduzidas buscas noutro local.

"Objetos pessoais foram dados aos membros da missão pela população local: tratava-se de joias", precisou o ministério em comunicado.

A Holanda já recolheu, em anteriores missões, muitos restos humanos, objetos pessoais das vítimas e pedaços do avião. Até agora, foram identificados os restos de 296 vítimas.

Interrompidas devido ao inverno, as buscas foram retomadas hoje na zona onde um Boeing 777 da companhia Malaysia Airlines se despenhou a 17 de julho de 2014.

As autoridades holandesas foram encarregadas da investigação sobre as causas do acidente, do inquérito penal sobre a responsabilidade da catástrofe e do processo de identificação das vítimas.

A Ucrânia e os Estados Unidos afirmam que o aparelho foi abatido por um míssil terra-ar fornecido por Moscovo aos separatistas pró-russos. A Rússia desmente e aponta o dedo às forças ucranianas.

Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.