sicnot

Perfil

Mundo

Marine Le Pen e Tsipras entram na lista das 100 personalidades mais influentes do mundo

A revista Time divulgou esta quinta-feira a lista das 100 personalidades mais influentes do mundo. O destaque deste ano vai para a inclusão da líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, ou para o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras.

O destaque deste ano vai para a inclusão da líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen (na imagem), ou para o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras. (Arquivo)

O destaque deste ano vai para a inclusão da líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen (na imagem), ou para o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras. (Arquivo)

© Charles Platiau / Reuters

O cantor Kanye West, a bailarina Misty Copeland, o ator Bradley Cooper, a juíza do Supremo Tribunal norte-americano, Ruth Ginsberg, e o jornalista mexicano Jorge Ramos são as pessoas mais influentes para a revista, nas várias categorias.

Destas listas fazem também parte o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a chanceler alemã, Angela Merkel, ou o Presidente russo, Vladimir Putin.

A edição desta semana da publicação terá uma capa de cada um.


  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.