sicnot

Perfil

Mundo

Polícia brasileira prende dois suspeitos de corrupção em empresa estatal

A Polícia Federal brasileira prendeu ontem dois suspeitos de desvios de dinheiro da empresa Eletronorte, concessionária de serviço público de energia elétrica responsável pelo abastecimento de nove Estados do norte, nordeste e centro-oeste brasileiro. João Vaccari Neto, tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT, de Dilma Rousseff), foi preso ontem preventivamente, suspeito de receber subornos de contratos da Petrobras e de os usar para financiar campanhas políticas.

João Vaccari Neto (na foto), tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, foi preso preventivamente (Reuters/ Arquivo)

João Vaccari Neto (na foto), tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, foi preso preventivamente (Reuters/ Arquivo)

© Ueslei Marcelino / Reuters

A ação, denominada Operação Choque, tem o objetivo de investigar a presença de uma organização criminosa na Eletronorte, e foi feita em conjunto com o Ministério Público Federal e com a Controladoria-Geral da União (responsável pelo combate à corrupção no Governo federal).

 

Além das duas prisões, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, nas cidades de Marília, em São Paulo, Porto Velho, em Rondônia, Belo Horizonte, em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Brasília.

 

A investigação, segundo a Polícia Federal, descobriu que um gerente da estatal usava uma empresa de fachada no nome de familiares para enriquecer ilicitamente e que ele recebia vantagens de outras empresas que tinham contratos com a Eletronorte.

 

Os crimes investigados são os de corrupção passiva e ativa, associação criminosa, fraudes em licitações e branqueamento de capitais.

 

A operação se dá em um momento em que o Brasil se vê imerso nas investigações de crimes e irregularidades na petroleira Petrobras, que começou em março do ano passado e acusa políticos, executivos de construtoras e ex-funcionários de corrupção.

 

Com Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.