sicnot

Perfil

Mundo

Polícia brasileira prende dois suspeitos de corrupção em empresa estatal

A Polícia Federal brasileira prendeu ontem dois suspeitos de desvios de dinheiro da empresa Eletronorte, concessionária de serviço público de energia elétrica responsável pelo abastecimento de nove Estados do norte, nordeste e centro-oeste brasileiro. João Vaccari Neto, tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT, de Dilma Rousseff), foi preso ontem preventivamente, suspeito de receber subornos de contratos da Petrobras e de os usar para financiar campanhas políticas.

João Vaccari Neto (na foto), tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, foi preso preventivamente (Reuters/ Arquivo)

João Vaccari Neto (na foto), tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, foi preso preventivamente (Reuters/ Arquivo)

© Ueslei Marcelino / Reuters

A ação, denominada Operação Choque, tem o objetivo de investigar a presença de uma organização criminosa na Eletronorte, e foi feita em conjunto com o Ministério Público Federal e com a Controladoria-Geral da União (responsável pelo combate à corrupção no Governo federal).

 

Além das duas prisões, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, nas cidades de Marília, em São Paulo, Porto Velho, em Rondônia, Belo Horizonte, em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Brasília.

 

A investigação, segundo a Polícia Federal, descobriu que um gerente da estatal usava uma empresa de fachada no nome de familiares para enriquecer ilicitamente e que ele recebia vantagens de outras empresas que tinham contratos com a Eletronorte.

 

Os crimes investigados são os de corrupção passiva e ativa, associação criminosa, fraudes em licitações e branqueamento de capitais.

 

A operação se dá em um momento em que o Brasil se vê imerso nas investigações de crimes e irregularidades na petroleira Petrobras, que começou em março do ano passado e acusa políticos, executivos de construtoras e ex-funcionários de corrupção.

 

Com Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.