sicnot

Perfil

Mundo

Relatório indica que aviões comerciais são o novo potencial alvo dos piratas informáticos

Os piratas informáticos poderão tentar explorar os sistemas de entretenimento dos aviões comerciais, cada vez mais ligados à Internet, para sabotar os sistemas de navegação dos aparelhos, alertou hoje um relatório do governo federal norte-americano. 

© Mal Langsdon / Reuters

O Government Accountability Office (GAO, a agência que fiscaliza para o Congresso norte-americano a legalidade do modo como são gastos os dinheiros públicos) identificou a cibersegurança a bordo como "uma questão cada vez mais importante" que já despertou a atenção da Federal Aviation Administration (FAA, a agência que regula a aviação civil nos Estados Unidos).

"As tecnologias modernas de comunicação, incluindo a conectividade IP (serviços ligados à Internet), são cada vez mais utilizadas pelos sistemas da aviação, permitindo que pessoas não autorizadas tenham acesso e comprometam os sistemas de navegação dos aparelhos", indicou o GAO, num relatório.

 No passado, os sistemas eletrónicos usados para controlar e navegar o aparelho -- designados como sistemas eletrónicos -, funcionavam de forma autónoma, frisou a agência.

"No entanto, de acordo com a FAA e os especialistas em cibersegurança contactados, a rede IP poderá permitir que um pirata informático tenha acesso à distância aos sistemas eletrónicos e compromete-los", acrescentou o mesmo documento.

Em teoria, mecanismos como o 'firewall' (sistema de proteção informática) protegem "de qualquer intrusão por parte de utilizadores dos sistemas de cabine, como é o caso dos passageiros que utilizam os dispositivos de entretenimento a bordo".

Mas, segundo os especialistas citados pelo GAO, os 'firewalls', sendo componentes de 'software', podem ser pirateados e alterados "como qualquer outro 'software'".

A FAA ainda não estabeleceu qualquer regulação sobre esta matéria, mas responsáveis indicaram ao GAO que a questão vai começar a ser analisada.

Lusa
  • Salgado impedido de sair do país e de contactar outros arguidos
    1:21

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou esta quarta-feira impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da Operação Marquês, determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal. O jornalista da SIC Luís Garriapa esteve no TCIC, onde deu a conhecer as medidas de coação, depois de uma "longa maratona de nove horas".

  • Temperatura global de 2016 foi a mais alta desde 1880

    Mundo

    A temperatura média na superfície terrestre e oceânica em 2016 foi a mais alta desde 1880, no terceiro ano consecutivo de recordes do aquecimento global, anunciou esta quarta-feira a agência dos Estados Unidos para a atmosfera e os oceanos.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..