sicnot

Perfil

Mundo

"Siri" do iPhone acusado de homofobia na Rússia

O software de reconhecimento de voz "Siri" do iPhone em russo é homofóbico, acusam alguns utilizadores que receberam respostas surpreendentes a questões em que pronunciavam as palavras "gay" ou "lésbica".

© Robert Galbraith / Reuters

Um blogger russo a viver em Londres Alex Kokcharov colocou um  vídeo na Internet intitulado "Na Rússia Soviética Siri questiona-te a ti".

Ao perguntar a "Siri": "Clubes gay aqui perto?", o software responde: "Eu coraria se pudesse".

"Como resgistar um casamento homossexual em Inglaterra?", "Siri" em  russo diz: "Vou fingir que não ouvi isso".

"Fala-me sobre casamentos homossexuais", pede o utilizador. "Alex, mas que mal educado", responde a "Siri".

Em declarações à  Mashable, Kokcharov disse ter ficado chocado quando descobriu que o assistente digital do seu smartphone era "homofóbico".

Kokcharov diz que inicialmente pensou que a Apple tenha sido forçada a contornar a polémica lei russa contra "propaganda gay", mas acrescenta que o software podia apenas responder "Não sei" a perguntas daquele género.

Ao que tudo indica, será um "bug" de que a Apple tem conhecimento.

  • Ban Ki-Moon pede respeito pelos direitos dos homossexuais
    1:11

    Sochi 2014

    O secretário geral das Nações Unidas pede que sejam respeitados os direitos dos homossexuais. Ban Ki-Moon condenou a discriminação e os ataques de que algumas pessoas são alvo, por causa da orientação sexual. O apelo de Ban Ki-Moon foi feito em Sochi, na Rússia onde começam amanhã os Jogos Olímpicos de inverno. No ano passado, o Governo russo aprovou uma lei de propaganda anti-gay, criticada por restringir os direitos dos homossexuais e promover a discriminação.

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.