sicnot

Perfil

Mundo

Papa Francisco quer ir a Cuba

A decisão ainda não está tomada mas, segundo o Vaticano, há a possibilidade de ser acrescentada uma escala à visita aos Estados Unidos, prevista para setembro.

Papa no Vaticano.

Papa no Vaticano.

© Giampiero Sposito / Reuters

O Papa Francisco terá tido um papel decisivo para o acordo que restabeleceu as relações diplomáticas entre Havana e Washington, depois de mais de meio século de costas voltadas. 

Terá sido o Vaticano a mediar a última fase das negociações secretas que culminaram num acordo anunciado no dia de anos do Papa Francisco, que agora quererá dar mais um sinal de força às reaproximação entre os dois países.

A confirmar-se esta paragem em Cuba, Francisco será o terceiro Papa a visitar a ilha. Nos Estados Unidos está previsto um encontro como o Presidente Barack Obama na Casa Branca, uma visita ao Congresso e à sede das Nações Unidas em Nova Iorque.
  • Emigrantes portugueses em Londres assinalaram o "Dia Sem Nós"
    2:13

    Brexit

    Com a segunda fase das negociações do Brexit prestes a começar, milhares de emigrantes europeus no Reino Unido uniram-se ontem no chamado "Dia Sem Nós". O objetivo foi salientar a importância do contributo dos emigrantes para a economia britânica. Em Londres, o dia também foi assinalado junto da comunidade portuguesa.

    Correspondente SIC