sicnot

Perfil

Mundo

Papa Francisco quer ir a Cuba

A decisão ainda não está tomada mas, segundo o Vaticano, há a possibilidade de ser acrescentada uma escala à visita aos Estados Unidos, prevista para setembro.

Papa no Vaticano.

Papa no Vaticano.

© Giampiero Sposito / Reuters

O Papa Francisco terá tido um papel decisivo para o acordo que restabeleceu as relações diplomáticas entre Havana e Washington, depois de mais de meio século de costas voltadas. 

Terá sido o Vaticano a mediar a última fase das negociações secretas que culminaram num acordo anunciado no dia de anos do Papa Francisco, que agora quererá dar mais um sinal de força às reaproximação entre os dois países.

A confirmar-se esta paragem em Cuba, Francisco será o terceiro Papa a visitar a ilha. Nos Estados Unidos está previsto um encontro como o Presidente Barack Obama na Casa Branca, uma visita ao Congresso e à sede das Nações Unidas em Nova Iorque.
  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.