sicnot

Perfil

Mundo

Confrontos na Coreia do Sul deixam 70 polícias feridos

Na Coreia do Sul, manifestantes e polícia envolveram-se em violentos confrontos. Tudo começou com uma manifestação que deveria ser pacífica, em memória do naufrágio de um ferry boat, onde morreram 304 pessoas, na maioria estudantes.

Os manifestantes tentaram aproximar-se da residência do Presidente coreano e a polícia reagiu com canhões de água e gás. Pouco depois, o centro de Seul estava transformado num campo de batalha.

Os manifestantes tentaram aproximar-se da residência do Presidente coreano e a polícia reagiu com canhões de água e gás. Pouco depois, o centro de Seul estava transformado num campo de batalha.

YONHAP / Lusa

Um ano depois, os familiares das vítimas responsabilizam os governantes e a corrupção no país pela tragédia. 

Os manifestantes tentaram aproximar-se da residência do Presidente coreano e a polícia reagiu com canhões de água e gás. Pouco depois, o centro de Seul estava transformado num campo de batalha. 

Segundo as autoridades, 70 polícias ficaram feridos nos confrontos.
  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.