sicnot

Perfil

Mundo

Ex-Presidente moçambicano Joaquim Chissano pode sair do hospital no fim de semana

O ex-Presidente de Moçambique Joaquim Chissano, internado a 13 de abril na África do Sul devido a uma infeção gastrointestinal, continuava hoje a melhorar e poderá receber alta hospitalar no próximo fim de semana, informou a Presidência moçambicana. 

Joaquim Chissano, antigo Presidente de Moçambique

Joaquim Chissano, antigo Presidente de Moçambique

© Reuters Photographer / Reuter

"De acordo com o relatório médico, o antigo chefe de Estado poderá receber alta ao longo do fim de semana", refere um comunicado do gabinete do atual Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, que enviou à África do Sul a ministra da Saúde, Nazira Abdula, para acompanhar a evolução clínica de Chissano. 

"O quadro clínico do antigo Presidente está a evoluir positivamente", refere o comunicado, dando conta de que Joaquim Chissano permanece internado no Hospital Militar de Pretória "de modo a garantir o seu pleno repouso", segundo o relatório médico transmitido por Nazira Abdula a Filipe Nyusi

O ex-Presidente moçambicano sentiu-se mal a caminho da África do Sul, quando regressava do Gana, onde recebeu um doutoramento "Honoris Causa" pela Universidade de Estudos e Desenvolvimento (UDS) daquele país africano.

Joaquim Chissano, 75 anos, governou Moçambique entre 1986 e 2005, sucedendo no cargo ao primeiro Presidente moçambicano, Samora Machel.

Lusa
  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46