sicnot

Perfil

Mundo

Ex-Presidente moçambicano Joaquim Chissano pode sair do hospital no fim de semana

O ex-Presidente de Moçambique Joaquim Chissano, internado a 13 de abril na África do Sul devido a uma infeção gastrointestinal, continuava hoje a melhorar e poderá receber alta hospitalar no próximo fim de semana, informou a Presidência moçambicana. 

Joaquim Chissano, antigo Presidente de Moçambique

Joaquim Chissano, antigo Presidente de Moçambique

© Reuters Photographer / Reuter

"De acordo com o relatório médico, o antigo chefe de Estado poderá receber alta ao longo do fim de semana", refere um comunicado do gabinete do atual Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, que enviou à África do Sul a ministra da Saúde, Nazira Abdula, para acompanhar a evolução clínica de Chissano. 

"O quadro clínico do antigo Presidente está a evoluir positivamente", refere o comunicado, dando conta de que Joaquim Chissano permanece internado no Hospital Militar de Pretória "de modo a garantir o seu pleno repouso", segundo o relatório médico transmitido por Nazira Abdula a Filipe Nyusi

O ex-Presidente moçambicano sentiu-se mal a caminho da África do Sul, quando regressava do Gana, onde recebeu um doutoramento "Honoris Causa" pela Universidade de Estudos e Desenvolvimento (UDS) daquele país africano.

Joaquim Chissano, 75 anos, governou Moçambique entre 1986 e 2005, sucedendo no cargo ao primeiro Presidente moçambicano, Samora Machel.

Lusa
  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos oito jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47