sicnot

Perfil

Mundo

Homem detido por saltar muro da Casa Branca com pacote suspeito

Um homem de 54 anos foi detido na noite de domingo depois de saltar o muro da Casa Branca, residência oficial do Presidente dos Estados Unidos, com um pacote suspeito, anunciaram hoje os serviços secretos norte-americanos. 

Carolyn Kaster

Jerome Hunt, da Califórnia, saltou o muro do lado sul do complexo da Casa Branca mas foi rapidamente intercetado pelos agentes da segurança presidencial, disse o porta-voz dos serviços secretos, Brian Leary. 

Depois de analisado o pacote não foi detetada qualquer ameaça.

De acordo com a estação televisiva CNN a agência de segurança está a analisar a instalação de pontas de aço sobre o muro, para evitar que se repitam este tipo de situações. 

Os serviços secretos, entidade encarregue da segurança presidencial, tem sido objeto de fortes críticas devido a vários incidentes que ameaçaram a segurança das instalações da Casa Branca e também por comportamentos inadequados dos seus agentes.

Lusa
  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.