sicnot

Perfil

Mundo

Polícia angolana procura assaltantes que mataram português a tiro

A Polícia Nacional angolana deteve três dos cinco suspeitos da autoria do homicídio a tiro de um português, com cerca de 50 anos, gerente de um posto de abastecimento de combustíveis em Ambriz, no norte do país.

© Amr Dalsh / Reuters

A informação foi confirmada hoje à Lusa por fonte oficial do Comando Provincial da Polícia Nacional do Bengo, acrescentando que dois dos detidos têm idades a rondar os 18 anos, tendo o homicídio resultado de um assalto ao posto de combustíveis, que vitimou ainda outro funcionário, de nacionalidade angolana.

Tudo aconteceu cerca das 02:00 da madrugada de sábado, em Ambriz (Bengo), mais de 160 quilómetros a norte de Luanda, quando o grupo de meliantes, sob ameaça de uma arma de fogo - que não estaria municiada - conseguiu apoderar-se da arma de um dos seguranças do posto, fazendo refém uma funcionária.

"Foram então buscar o português, que vivia ao lado da bomba e que estava a descansar, para o forçar a abrir o cofre e concretizarem o assalto. Terá havido alguma resistência, dos seguranças, e três pessoas foram atingidas", explicou a mesma fonte.

Paulo Jorge Magalhães dos Santos, gerente do posto, da rede da estatal Sonangol, foi atingido mortalmente, tal como um funcionário, enquanto um dos seguranças, também alvejado, permanece hospitalizado no hospital provincial do Bengo.

"A arma do guarda da bomba serviu para eles consumarem o assalto", explicou a polícia.

O assalto terá rendido, além de alguns equipamentos eletrónicos já recuperados pela polícia, cerca de 1,5 milhões de kwanzas (cerca de 12.700 euros), avançou à Lusa a polícia do Bengo.

"Três dos assaltantes já estão a contas com a nossa polícia e mostraram-se arrependidos, estando foragidos dois da mesma quadrilha. Mas estamos no encalce deles", concluiu a mesma fonte.


  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Mais de duas mil pessoas retiradas do fogo junto ao parque Doñana, no Sul de Espanha

    Mundo

    O incêndio florestal começou ainda na noite deste sábado na aldeia de Las Peñuelas de Moguer, na província de Huelva e obrigou à evacuação de várias localidades e à retirada de mais de duas mil pessoas, de vários alojamentos turísticos (incluindo o Parador de Mazagon, dois parques de campismo e um hotel). Foi ainda ativado o plano de emergência da província.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.