sicnot

Perfil

Mundo

PM sul-coreano apresenta demissão por suspeita de corrupção

O primeiro-ministro sul-coreano, Lee Wan-koo, apresentou hoje a sua demissão, na sequência de suspeitas de que terá aceitado um suborno de um empresário, num caso tido como um dos maiores escândalos políticos da história recente do país.

KIM CHUL-SOO/ EPA

Lee Wan-koo colocou o cargo à disposição da Presidente sul-coreana, Park Geun-hye, segundo informou a televisão KBS.

 

Contudo, a chefe de Estado da Coreia do Sul encontra-se atualmente de visita à América Latina, pelo que apenas decide se aceita a resignação quando regressar a Seul, no próximo dia 27.

 

Lee Wan-koo, primeiro-ministro há apenas dois meses, que recentemente declarou "guerra total à corrupção", negou as acusações, mas a oposição exigiu a sua renúncia.


Lusa

  • Tragédia no ferry na Coreia do Sul foi há um ano
    1:42

    Mundo

    Faz amanhã um ano que se afundou o ferry na Coreia do Sul, com 476 pessoas a bordo. Morreram mais de trezentas, a maioria eram alunos de um só liceu. As famílias dos jovens que morreram no acidente têm participado em várias cerimónias que assinalam a data e relembram as vítimas.

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.