sicnot

Perfil

Mundo

Trezentos quilogramas de marfim apreendido roubados de um tribunal no Gabão

Trezentos quilogramas de marfim com origem na caça furtiva de elefantes foram roubados do tribunal de Oyem, no norte do Gabão, onde estavam armazenados há vários meses, segundo o Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na sigla em inglês).

Sakchai Lalit

"Os ladrões entraram num tribunal local no norte do Gabão (...) e roubaram 300 quilogramas de marfim confiscado", ou seja, o equivalente a presas de 50 elefantes, indicou a organização de defesa do ambiente, num comunicado citado pela agência France Presse.

O marfim tinha sido apreendido, juntamente com numerosas armas ilegais, durante operações contra a caça furtiva nos últimos meses e devia ser enviado nos próximos dias para um entreposto situado na capital, Libreville, referiu a ONG, que afirma que "o marfim e as armas se encontram mais uma vez nas mãos de criminosos (...) que podem colocar o marfim no mercado negro".

"O Gabão tem boa reputação a nível internacional no domínio da luta contra a criminalidade da vida selvagem, mas este roubo demonstra que a realidade no terreno é muito diferente", declarou Marthe Mapangou, diretora do WWF Gabão, citada no comunicado.

Trata-se da terceira vez que marfim na posse do Governo gabonês desaparece e "ainda ninguém foi julgado", assinala a WWF, lembrando que situações semelhantes ocorreram noutros países da África Central, como os Camarões.

Segundo a WWF, 62% dos elefantes da floresta da Bacia do Congo desapareceram desde 2002, dizimados pela caça furtiva e pelo tráfico de marfim.


  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC