sicnot

Perfil

Mundo

Comissões Europeia e da União Africana reúnem-se hoje com Mediterrâneo na agenda

A Comissão Europeia e a Comissão da União Africana celebram hoje, em Bruxelas, a tradicional reunião anual entre os dois executivos, com a situação no Mediterrâneo a dominar as atenções, face às centenas de imigrantes mortos nos últimos naufrágios. 

© Stringer . / Reuters

Um dia antes de uma cimeira extraordinária de chefes de Estado e de Governo da UE convocada para Bruxelas na sequência do naufrágio do passado fim-de-semana que provocou cerca de 800 mortos, os "executivos" da União Europeia e da União Africana encontram-se pela primeira vez desde que a Comissão Europeia liderada por Jean-Claude Juncker tomou posse, com a questão das migrações a dominar inevitavelmente a agenda.

A agenda do encontro contempla os mais diversos temas, como a agenda para a cooperação pós-2015, as negociações sobre alterações climáticas, cooperação no combate ao extremismo violento na Somália, Sahel e do grupo Boko Haram na Nigéria e países vizinhos, e investimento na inovação, mas as atenções estão naturalmente centradas agora na questão das migrações, face aos sucessivos naufrágios no Mediterrâneo nos últimos dias, que a UE quer enfrentar de forma decidida, com o apoio dos seus parceiros.

"No contexto da crise em curso na Líbia e da situação dramática no Mediterrâneo, temos que intensificar a cooperação com os países do norte de África e da África subsaariana, para construir capacidades de gestão de migração e fronteiras, com o apoio de organizações internacionais já ativas no terreno", comentou Jean-Claude Juncker, antecipando a reunião de hoje.


Lusa
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.