sicnot

Perfil

Mundo

Havana e organismos norte-americanos assinam acordos na área da saúde

Cuba vai fornecer vacinas terapêuticas contra o cancro para os Estados Unidos, no âmbito da assinatura de vários acordos com organismos norte-americanos na área da saúde, noticiou hoje o diário oficial cubano Granma.

Pablo Martinez Monsivais

Os acordos foram anunciados por ocasião da visita à ilha do governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, que decorreu segunda e terça-feira.

Uma das organizações norte-americanas envolvidas foi o Instituto Roswell Park contra o Cancro de Nova Iorque que assinou um acordo com o Centro de Imunologia Molecular de Cuba.

Citada pelo jornal Granma, a diretora do Instituto Roswell Park, Candace Johnson, declarou "estar entusiasmada por levar a vacina (para os Estados Unidos) e começar a tratar de doentes, para os quais os ensaios clínicos vão começar imediatamente".

As vacinas terapêuticas contra os cancros surgem no âmbito da imunoterapia, método terapêutico que consiste em educar e estimular as defesas naturais (sistema imunológico) das pessoas com cancro, para que possam combater de forma mais eficaz a doença e eventuais metástases.

Esta vacina é o segundo medicamento cubano a entrar nos Estados Unidos, dois anos depois da entrada de outro medicamento prescrito para o tratamento dos diabetes.

Outro acordo também assinado prevê o fornecimento de aplicações informáticas norte-americanas para uma empresa farmacêutica cubana, que não foi identificada. 

O protocolo com a empresa tecnológica norte-americana Infor também envolve a realização de intercâmbios "com uma universidade cubana para ações de formação com estudantes" na área das novas tecnologias.

Acompanhado por uma delegação de empresários, Andrew Cuomo foi o primeiro governador norte-americano a visitar o território cubano depois do anúncio, a 17 de dezembro de 2014, da aproximação histórica entre Washington e Havana, que não têm relações diplomáticas oficiais há mais de meio século.

Cuomo participou numa reunião entre empresários dos dois países, segundo testemunhou um jornalista da agência francesa AFP, bem como reuniu-se com o "número dois" do Governo cubano, Miguel Diaz-Canel, com a responsável cubana nas negociações de restabelecimento de relações com os Estados Unidos, Josefina Vidal, e com o ministro do Comércio externo, Rodrigo Malmierca.

Lusa

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07

    Mundo

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas chegou este sábado a acordo sobre o cessar-fogo na Síria, depois de três dias de intensas negociações para evitar o veto da Rússia. As tréguas vão durar 30 dias e permitir a entrada de ajuda humanitária em Ghouta Oriental, a região mais atingida pela guerra na Síria, nesta altura. Em apenas sete dias, os bombardeamentos do regime fizeram mais de 500 mortos.

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35