sicnot

Perfil

Mundo

Papa Francisco visita Cuba em setembro

O papa Francisco visitará Cuba durante a próxima viagem aos Estados Unidos, prevista para finais de setembro, anunciou hoje o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi. 

Gregorio Borgia

Numa breve declaração, Lombardi explicou que a viagem deve-se ao convite das autoridades civis e dos bispos cubanos, sendo a primeira etapa da deslocação que levará Francisco aos Estados Unidos, nomeadamente a Washington, Nova Iorque e Filadélfia. 

A visita de Francisco a Cuba estava a ser avaliada, na sequência do trabalho da diplomacia vaticana na aproximação histórica entre Havana e Washington, de acordo com o serviço de imprensa do Vaticano. 

O secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, participou na passada VII cimeira das Américas, no Panamá, à qual assistiram também os presidentes de Cuba, Raul Castro, e dos Estados Unidos, Barack Obama.

A partir de hoje e até 28 de abril, o prefeito da Congregação para o Clero, o cardeal italiano Beniamino Stella, vai estar em Cuba. Stella foi núncio papal na ilha de 1993 a 1999. 

Cuba e o Vaticano celebram este ano o 80.º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas. Em março de 2012, Bento XVI visitou a ilha, tal como João Paulo II tinha feito 14 anos antes.

Depois de Cuba, o papa vai reunir-se na Casa Branca com Obama, a 23 de setembro, e discursar na assembleia-geral da ONU, em Nova Iorque. 

A visita termina em Filadélfia, onde Jorge Bergoglio participa no Encontro Mundial das Famílias, organizado pela Igreja Católica. 

Na terça-feira, Francisco aceitou a demissão do bispo de Kansas City (Missouri), Robert Finn, de 62 anos, condenado nos Estados Unidos por não ter denunciado um padre pedófilo, indicou o Vaticano. 

Esta medida era há muito reclamada pelas associações de antigas vítimas de padres nos Estados Unidos, como a rede SNAP. 

É provável que esta demissão tenha sido exigida pelo Vaticano, em conformidade com as orientações de "tolerância zero" definidas por Francisco, relativamente aos escândalos na Igreja Católica. 

O Vaticano está a preparar medidas jurídicas sobre a questão da "responsabilidade" dos superiores que deixam padres pedófilos atuar, ou que os protegem. 

Este dossier da "responsabilização" foi debatido, em meados deste mês, na presença do papa pelo Conselho de nove Cardeais ("C9"), que aconselha Francisco. O "C9" reconheceu que as regras "não eram suficientemente claras para resolver este tipo de problemas" e pediu novos procedimentos, que vão ser elaborados. 

Lusa

  • "Não partilhei SMS com ninguém"
    0:43

    Caso CGD

    António Domingues afirma que nunca revelou o conteúdo das mensagens trocadas com o ministro das Finanças sobre a entrega das declarações de património ao Tribunal Constitucional. O tema dos SMS foi abordado pelo ex-presidente da Caixa na sequência de uma pergunta do PCP sobre declarações feitas por António lobo Xavier no programa da SIC Notícias "Quadratura do Círculo".

  • "As regras europeias de bem estar animal são dogmas", diz diretor-geral de Veterinária
    1:32

    País

    O diretor-geral de Alimentação e Veterinária considera que as regras de bem estar animal que existem na União Europeia (UE) "parecem configurar uma transfiguração antropomórfica dos animais". Em declarações à SIC, a propósito da exportação de animais vivos para países terceiros, que têm outras regras de abate, Fernando Bernardo defendeu ainda que o método usado em Israel provoca uma insensibilização mais rápida do que o praticada na UE.

  • PAN questiona Governo sobre aposta na exportação de animais vivos para o Médio Oriente
    1:56

    País

    O partido Pessoas-Animais-Natureza lembra que à luz do Regulamento nº. 1/2005 do Conselho Europeu, os estados-membros da União Europeia (UE) devem evitar transportar animais vivos em viagens de longo curso. O deputado André Silva considera, por isso, que "o Estado português está a incumprir o regulamento" ao fomentar estas viagens, numa clara aposta económica em torno da exportação de animais vivos para Israel e outros destinos fora da UE. Para o deputado do PAN, é muito difícil ou "mesmo impossível assegurar o bem estar dos animais" em viagens de vários dias.

  • Trump pensou que presidência "seria mais fácil"

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou que a Presidência é mais difícil do que pensava e que tem saudades da vida que levava antes, em entrevistas a propósito dos primeiros 100 dias em funções.