sicnot

Perfil

Mundo

Paris pede medidas urgentes à UE mas não aceita imigrantes económicos

França quer que a União Europeia (UE) tome medidas de urgência para socorrer os imigrantes indocumentados que atravessam o Mediterrâneo, mas recusa a intenção de modificar a sua política de não aceitar imigrantes económicos.

© Philippe Wojazer / Reuters

"A posição de França é a de não é aceitar a imigração económica" e "não vamos mudar", sublinhou hoje o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Jean-Marie Le Guen, em entrevista transmitida pela rádio RMC e pelo canal BFM TV.

Le Guen insistiu que "não é possível receber imigração económica", porque "não é nem a política da França nem a de outros países europeus".

"Há certos imigrantes que podemos acolher" desde que cumpram as condições para obter o direito de asilo, área que está a ser reformada no sentido de se agilizarem prazos, disse.

Um dia antes de uma cimeira extraordinária de chefes de Estado e de Governo da EU, convocada para Bruxelas na sequência do naufrágio do passado fim de semana, que provocou a morte de cerca de 800 pessoas, o secretário de Estado francês considerou urgente "socorrer os imigrantes" e "lutar contra os traficantes".

Le Guen acrescentou que "há que cooperar com os países de origem e de trânsito" dos imigrantes, dando como exemplo o trabalho que tem sido levado a cabo sobre estas questões com o Níger.



Lusa
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.