sicnot

Perfil

Mundo

Cinco atentados terroristas "frustrados" em França nos últimos meses

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, revelou hoje que cinco ataques terroristas foram "frustrados" em França nos últimos meses.

© Philippe Wojazer / Reuters

"Inúmeros ataques foram frustrados -- cinco se se tiver em conta o ataque que felizmente não teve lugar em Villejuif", nos arredores de Paris, no passado domingo, disse Valls à rádio France Inter, um dia depois do anúncio da detenção de um jovem argelino que projetava um atentado contras igrejas em França.

Sid Ahmed Ghlam, de 24 anos, estudante de informática que habitava numa residência universitária parisiense, é também suspeito de ter assassinado uma mulher de 32 anos. A polícia apreendeu documentos que o ligavam ao grupo extremista autointitulado Estado Islâmico (EI) e à organização terrorista Al-Qaida.

O jovem argelino estava "em contacto" com uma pessoa que se encontraria na Síria e "que lhe pedia explicitamente para atingir uma igreja", segundo precisou, na quarta-feira, o procurador do Ministério Público encarregado do inquérito, François Molins.

Anteriormente, o estudante argelino tinha sido vigiado pelos serviços secretos franceses, que suspeitavam de "preparativos de partida para a Síria" para se juntar às fileiras 'jihadistas', disse, no mesmo dia, o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, ao anunciar a detenção.

No seu quarto e no seu carro, os investigadores encontraram quatro espingardas de assalto kalashnikov, pistolas, coletes à prova de bala, braçadeiras e capas a dizer "Polícia", documentos em árabe com referências à Al-Qaida e à organização Estado Islâmico, bem como notas manuscritas que provam que ele fez viagens de reconhecimento para cometer um atentado, precisou o procurador.


Lusa



NewsSubjects:- Crime, lei e justiça - Terrorismo - Governo (sistema) - investigação policial 

20150423T080855

  • Racionamento da água é medida de último recurso
    2:35
  • "Estamos Vivos": o processo de reabilitação depois dos incêndios
    1:22