sicnot

Perfil

Mundo

Indonésia prepara execuções de 10 condenados, incluindo um brasileiro

O Governo indonésio anunciou esta quinta-feira ter emitido a ordem para preparar as execuções de dez condenados à morte por tráfico de droga, incluindo o brasileiro Rodrigo Gularte. 

Angelita Muxfeldt, prima de Rodrigo Gularte, detido em 2004 com seis quilos de cocaína escondidos em pranchas de surf, e condenado no ano seguinte. (Arquivo)

Angelita Muxfeldt, prima de Rodrigo Gularte, detido em 2004 com seis quilos de cocaína escondidos em pranchas de surf, e condenado no ano seguinte. (Arquivo)

Achmad Ibrahim / AP

"Foi dada ordem para iniciar os preparativos", declarou à agência noticiosa AFP Tony Spontana, porta-voz do gabinete do procurador-geral, sem fornecer mais detalhes. 

No entanto, ainda não foi anunciada a data das execuções. 

Os dez condenados, são provenientes da Austrália, França, Brasil, Filipinas, Nigéria, Gana e Indonésia, serão alinhados em conjunto frente a um pelotão de execução. 

O cidadão brasileiro Rodrigo Gularte foi detido em 2004 com seis quilos de cocaína escondidos em pranchas de surf, e condenado no ano seguinte.

No caso do cidadão francês condenado, Paris tem elevado o tom dos protestos desde a rejeição, na terça-feira, do último recurso pelo Supremo tribunal da Indonésia, com poderes para comutar a pena.  

Detido há dez anos, Serge Atlaoui afirma que se limitou a instalar máquinas industriais no que considerava ser uma fábrica de acrílicos, mas onde de facto funcionava uma fábrica clandestina de 'ecstasy'.  

Esta execução "seria prejudicial para a Indonésia, para as relações que pretendemos manter com ela", declarou na quarta-feira o Presidente francês François Hollande, ao recordar a sua oposição à pena de morte, abolida em França em 1981. 

Numa carta dirigida ao seu homólogo indonésio, hoje divulgada pela AFP, o ministro francês dos Negócios Estrangeiros Laurent Fabius denuncia o facto de Serge Atlaoui "não ter beneficiado do pleno exercício dos seus direitos" devido a "graves disfuncionamentos da justiça indonésia". 
Lusa
  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.